Biomarcadores em cordeiras (Ovis aries) naturalmente infectadas por parasitos gastrintestinais suplementadas com caroço de algodão em sistema integrado de produção agropecuária

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-04-26

Orientador

Amarante, Alessandro Francisco Talamini do

Coorientador

Pós-graduação

Medicina Veterinária - FMVZ

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso restrito

Resumo

Resumo (português)

Em animais de fazenda, as perdas econômicas são amplamente descritas devido aos parasitos. Para auxiliar no monitoramento dessas infecções e na suplementação alimentar, as análises bioquímicas e biomarcadores do estresse oxidativo estão se tornando ferramentas importantes na Medicina Veterinária. A presente investigação teve como objetivo avaliar os níveis séricos de biomarcadores do estresse oxidativo e análises bioquímicas em cordeiras cruzadas, naturalmente infectadas por nematódeos gastrintestinais e Eimeria spp., com e sem a inclusão do caroço de algodão nas dietas, em sistema integrado de produção agropecuária (SIPA). O experimento foi realizado na Fazenda Experimental do Lageado, pertencente à FMVZ/UNESP, com 36 cordeiras cruzadas (cruzamento: Ile de France x White Dorper x Texel), separadas em 18 animais para cada tratamento (com inclusão de caroço de algodão e controle, sem inclusão de caroço de algodão) na fase de recria. O peso corporal, coleta de sangue e análise fecal de contagens de ovos e oocistos por grama de fezes (OPG e OoPG, respectivamente) foram realizados para cada animal a cada 14 dias (total de sete tempos). O soro obtido foi avaliado quanto às concentrações das análises bioquímicas: haptoglobina, albumina, globulina, proteína total, colesterol e de biomarcadores do estresse oxidativo: capacidade antioxidante cúprica redutora (CUPRAC: cupric reducing antioxidant capacity), capacidade de redução férrica do plasma (FRAP: ferric reducing ability of plasma), capacidade antioxidante equivalente ao Trolox (TEAC: Trolox equivalent antioxidant capacity), tiol, ácido úrico, paraoxonase-1 (PON-1), estado oxidante total (TOS: total oxidant status), método férrico-xilenol (FOX: ferric-xylenol orange), produtos da oxidação avançada de proteínas (AOPP: advanced oxidation protein products) e derivados de metabólicos reativos de oxigênio (d-ROMs: reactive oxygen metabolites derived compounds). A haptoglobina estava abaixo do limite de detecção do ensaio para todos os animais em todos os tempos. O tratamento com inclusão de caroço de algodão apresentou maiores (p < 0,05) concentrações de TEAC, AOPP e d-ROMs. Enquanto que a contagem de OoPG, albumina, tiol e FOX foram maiores (p < 0,05) para o tratamento controle. Não foram observadas diferenças significativas entre os tratamentos (p > 0,05) para a contagem de OPG, peso corporal, ganho de peso médio diário e outras variáveis. A inclusão de caroço de algodão sugeriu o benefício no controle de Eimeria spp. além de induzir aumento de oxidantes e antioxidantes em cordeiras naturalmente infectadas por parasitos gastrintestinais. A combinação de caroço de algodão e SIPA pode ser útil no controle de infecções por endoparasitos sem afetar o desempenho da produção.

Resumo (inglês)

In farm animals, economic losses are widely described due to parasites. To assist in monitoring these infections and the feed supplementation, the biochemical analytes and the oxidative stress biomarkers are becoming important tools in Veterinary Medicine. The present investigation aimed to evaluate serum levels of oxidative stress biomarkers and biochemicals analytes in crossbred lambs naturally infected by gastrointestinal nematodes and Eimeria spp., with and without the dietary inclusion of whole cottonseed (WCS) in an integrated crop-livestock system (ICLS). The experiment was carried out at the Experimental Farm of Lageado, belonging to the FMVZ/UNESP, with 36 crossbred lambs (cross: Ile de France x White Dorper x Texel), separated into 18 animals for each treatment (with WCS inclusion and control, without WCS inclusion) in the rearing phase. Body weight, blood collection and faecal analysis of egg and oocyst counting per gram of faeces (EPG and OPG, respectively) were performed for each animal every 14 days (total of seven time points). The serum obtained were evaluated for concentrations of biochemical analytes: haptoglobin, albumin, globulin, total protein, cholesterol and biomarkers of oxidative stress: cupric reducing antioxidant capacity (CUPRAC), ferric reducing ability of plasma (FRAP), trolox equivalent antioxidant capacity (TEAC), thiol, uric acid, paraoxonase-1 (PON-1), total oxidant status (TOS), ferric-xylenol orange (FOX), advanced oxidation protein products (AOPP) and reactive oxygen metabolites derived compounds (d-ROMs). The haptoglobin were below the detection limit of the assay for all animals at all time points. The treatment with the WCS inclusion had higher (p < 0.05) TEAC, AOPP, and d-ROMs concentrations. Whereas the OPG counting, albumin, thiol and FOX were higher (p < 0.05) for the control treatment. No significant differences were observed between treatments (p > 0.05) for the EPG counting, body weight, average daily weight gain and other variables. The inclusion of WCS suggested the benefit in controlling Eimeria spp. infection as well as inducing increase in oxidants and antioxidants in lambs naturally infected by gastrointestinal parasites. The combination of WCS and ICLS could be useful in controlling endoparasite infection without affecting the production performance.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Itens relacionados