Displasia cementária periapical: considerações sobre conduta e relato de caso

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2010

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso restrito

Resumo

A displasia cementária periapical (DCP) consiste em uma lesão óssea não neoplásica geralmente assintomática, sendo detectada em exame radiográfico de rotina. Em seu primeiro estágio apresenta-se radigraficamente semelhante a uma lesão periapical inflamatória, todavia na DCP os dentes encontram-se vitais. Neste relato de caso foi realizado o acompanhamento por sete meses de uma paciente negra com 37 anos de idade afetada por DCP no periápice de incisivos, caninos e pré-molares inferiores bilateralmente. Ao exame radiográfico foi possível notar que a lesão apresentou-se em dois estágios: osteolítico e de maturação. Os dentes reagiram positivamente aos testes de vitalidade/sensibilidade pulpar descartando, com auxílio do exame de imagem, diversas hipóteses diagnósticas do grupo das periapicopatias crônicas, contribuindo assim para uma adequada escolha do tratamento, evitando iatrogenias.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

Revista INPEO de Odontologia, v. 4, n. 1, p. 40-44, 2010.

Itens relacionados

Financiadores