Análise da rugosidade de superfície de restaurações provisórias contemporâneas após imersão em soluções ácidas/corantes

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2018-09-21

Orientador

Pesqueira, Aldiéris Alves

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Odontologia - FOA

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (inglês)

The objective of this study was to evaluate the surface roughness (Ra) of different types of resins used to make temporary restorations after several immersion periods in acid / color solutions. A total of 160 specimens were prepared with 10 × 10 × 3, divided into 16 groups (n = 10) according to the material and immersion medium. The following parameters were evaluated: RAT - thermo-polymerizable acrylic resin (Classical), RAA - self-cured acrylic resin (Alike), RB - nanoparticulate bisacrylic resin (Protem4) and RCAD - prefabricated polymer block (PMMA) for the CAD / CAM system); (S - Control), cola (R), coffee (C) and red wine (V) and after immersion periods (7, 14, 28 days). The values of Ra (arithmetic mean) were measured by means of a SJ-401 portable profilometer rugosimeter (Mitutoyo Kanagawa, Japan), before and after each immersion period. The results were submitted to 3-factor ANOVA for repeated means and Bonferroni test (α = 0.05). There were no significant differences in Ra between RAT and RB (p0.05), regardless of the time and means of immersion. Still, higher values were obtained by the RAA (0.140 ± 0.09) and smaller by the RCAD (0.050 ± 0.04). In the RCAD group, no statistical difference was found between the immersion media R (p = 0.78), C (p = 0.85) and V (p = 0.83) when compared to the S (control) group. It was concluded that the Ra values of the RCAD were maintained when compared to the other materials in all the immersion media evaluated

Resumo (português)

O objetivo deste estudo foi avaliar a rugosidade de superfície (Ra) de diferentes tipos de resinas utilizadas para confecção de restaurações provisórias, após diferentes períodos de imersão em soluções ácidas/corantes. Foram confeccionados 160 espécimes com 10×10×3 mm, divididos em 16 grupos (n=10) de acordo com o material e meio de imersão. Foram avaliadas: RAT - resina acrílica termopolimerizável (Clássico), RAA - resina acrílica autopolimerizável (Alike), RB - resina bisacrílica nanoparticulada (Protem4) e RCAD - bloco pré-fabricado de polímero (PMMA) para o sistema CAD/CAM (Telio CAD); imersos nos seguintes meios: saliva artificial (S - Controle), refrigerante de cola (R), café (C) e vinho tinto (V) e após períodos de imersão (7, 14, 28 dias). Os valores da Ra (média aritmética) foram mensurados por meio de um rugosímetro perfilômetro portátil SJ-401 (Mitutoyo Kanagawa, Japão), antes e após cada período de imersão. Os resultados obtidos foram submetidos à ANOVA de 3-fatores para médias repetidas e teste de Bonferroni (α=0,05). Não houve diferenças significativas na Ra entre a RAT e RB (p0,05), independente do tempo e meio de imersão. Ainda, maiores valores foram obtidos pelo RAA (0,140±0,09) e menores pelo RCAD (0,050±0,04). No grupo RCAD, não foram encontradas diferenças estatísticas entre os meios de imersão R (p=0,78), C (p=0,85) e V (p=0,83) quando comparados com o grupo S (controle). Conclui-se que houve manutenção nos valores de Ra do RCAD quando comparados aos demais materiais, em todos os meios de imersão avaliados

Descrição

Idioma

unesp.idiomas.undefined

Como citar

POMPOLO, Natalia. Análise da rugosidade de superfície de restaurações provisórias contemporâneas após imersão em soluções ácidas/corantes. 2018. 28 f. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Odontologia) - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, 2018.

Itens relacionados

Financiadores