Avaliação sensorial quantitativa da sensibilidade dentária com o uso de um dessensibilizante

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2014

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Tipo

Artigo

Direito de acesso

Acesso restrito

Resumo

O tratamento clareador se destaca por ser uma técnica conservadora, que pode proporcionar elevação da autoestima e melhorar o convívio social das pessoas. No entanto, pacientes expostos a essa terapia experimentam diferentes níveis de ocorrência e de intensidade de sensibilidade dentária. Essa sintomatologia é preocupante, pois tem sido apontada como o reflexo de uma eventual resposta pulpar frente ao tratamento realizado. Por outro lado, a presença de dor é desestimulante aos pacientes, prejudicando a evolução do tratamento e reduzindo o sentimento de satisfação. Apesar dessa importância, a maior parte dos estudos de sensibilidade dentária ainda emprega métodos subjetivos, dificultando a reprodutibilidade e interpretação dos resultados. Objetivo: nesse sentido, o presente artigo objetiva analisar a resposta neurossensorial proporcionada pela aplicação de estímulos térmicos gerados pelo equipamento TSA II (Medoc TSA II Neurosensory Analyzer, Israel), em um paciente submetido ao tratamento clareador, seguido pelo uso ou não uso de um dessensibilizante. Métodos: as análises foram realizadas antes do clareamento (AC), depois do clareamento (DC) e depois da aplicação ou não do dessensibilizante (DD) em cada hemiarcada estudada. Os dados foram submetidos ao teste t de Student, com nível de significância de 5%. Resultados: observou-se que o clareamento dentário alterou o limiar de sensação ao frio, provocando aumento da sensibilidade dentária, e que o uso do dessensibilizante foi efetivo. Conclusão: o uso de testes sensoriais quantitativos mostrou-se promissor para o estudo da sensibilidade dentária, podendo colaborar no estabelecimento de terapias seguras e confortáveis.

Descrição

Palavras-chave

Idioma

Português

Como citar

Revista Dental Press de Estética, v. 11, n. 2, p. 108-127, 2014.

Itens relacionados

Financiadores