Efeito do manuseio do material nas propriedades ópticas, químicas e mecânicas da cerâmica feldspática

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-06-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A cerâmica feldspática é uma cerâmica altamente estética, no entanto, sabe se que algumas de suas propriedades podem ser alteradas durante a manipulação. O conhecimento do efeito do material no manuseio dessa cerâmica nas propriedades mecânicas e ópticas da cerâmica feldspática não foi discutido até o momento. Diante disso, o objetivo do presente estudo foi avaliar as propriedades ópticas, químicas e mecânicas da cerâmica feldspática após o manuseio dessa com espátulas de diferentes materiais. Para isso, serão confeccionadas 30 amostras, em formato de discos (10 mm de diâmetro e 3 mm de espessura), com cerâmica feldspática (Noritake Kizai, Nagoya, Japão) que será manipulada com três diferentes tipos de espátulas, sendo as amostras distribuídas nos seguintes grupos (n=10): espátula de metal (EM), espátula de plástico (EP) e espátula de vidro (EV). A translucidez de cada amostra foi calculada usando as coordenadas de cores (CIE L * a * b*) por meio dos valores de grau de contraste (CR) e de translucidez (TP) em um fundo preto versus branco. A alteração de cor (ΔE00) foi avaliada usando o sistema CIEDE2000. Microscopia eletrônica de varredura (MEV) e espectroscopia de energia dispersiva (EDS) foram usadas para análise qualitativa e quantitativa da composição química da superfície. A microdureza Knoop (KHN) foi aferida. Um software digital foi usado para ilustrar a cor final usando os parâmetros L* a* b*. Os dados numéricos foram analisados estatisticamente usando ANOVA de um fator, seguido pelo teste de Tukey (P <0,05). Todos os grupos apresentaram superfícies morfológicas diferentes com maior presença de Al nas amostras de EM. O grupo EV apresentou elementos Al, Si, K inferiores aos demais grupos. Valores maiores de CR foram observados para o grupo da EP (0,734; P<0,043), seguido por EM (0,696; P<0,043) e EV (0,65; P<0,011). O maior valor de TP (13,06) e KHN (386,27) foi apresentado pelo EV, em comparação aos demais grupos (P<0,001). EM e EP apresentaram resultados de KHN semelhantes. Os maiores valores de mudança de cor (ΔE00) foram encontrados para a comparação Plástico/Metal (10,51). Além disso, os valores de L* para o grupo EM (67,49) foram inferiores aos demais grupos. Uma menor alteração de cor é observada quando instrumentos de vidro e plástico são usados. O manuseio com instrumento de vidro promoveu maior microdureza do que outros materiais de espátula.
Feldspathic porcelain is a highly esthetic ceramic, but it is not clear whether the different types of handling material have an effect on the final optical and mechanical properties of the porcelain. To evaluate the optical, chemical and mechanical properties of feldspathic porcelain after handling with different instrument materials. Feldspathic porcelain (Noritake Kizai, Nagoya, Japan) was manipulated with different spatula compositions often used for ceramic handling: metal spatula (MS), plastic spatula (PS), and glass spatula (GS); for fabrication of thirty (n=10) disks (10 mm in diameter and 3 mm in thickness). The translucency of each specimen was calculated using the color coordinates (CIE L* a* b*) through the contrast ratio (CR) and translucency parameter (TP) values on a black versus a white background. The color change (ΔE00) was evaluated using the CIEDE2000 system. Scanning electron microscopy (SEM) and energy-dispersive spectroscopy (EDS) were used for qualitative and quantitative analysis of the chemistry at the surface. Surface Knoop microhardness (KHN) was measured. A digital software was used to illustrate the final color using L*a*b* parameters. Data were analyzed using one-way ANOVA followed by Tukey test (P<.05). All groups presented different morphological surfaces with higher presence of Al on the MS specimens. GS group presented lower Al, Si, K elements than the other groups. Higher values of CR were observed for PS (0.734; P<.043), followed by MS (0.696; P<.043), and GS (0.65; P<.011). The highest value of TP (13.06) and KHN (386.27) were presented by GS, in comparison to the other groups (P<.001). MS and PS presented similar KHN results. The higher color change (ΔE00) values were found for Plastic/Metal comparison (10.51). Also, the L* values for the MS group (67.49) were lower than the other groups. Less color change is observed when glass and plastic instruments are used. Handling with glass instrument promoted higher microhardness than other spatula materials.

Descrição

Palavras-chave

Cor, Dureza, Cerâmica, Microscopia eletrônica de varredura, Hardness

Como citar