Caracterização de volumes de calda de herbicida em associação com adjuvantes e controle de Urochloa decumbens

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2023-06-23

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A mistura de produtos fitossanitários com adjuvantes é prática comum no campo, visando a manutenção da eficiência da aplicação e eficácia do ingrediente ativo sobre o alvo. Os adjuvantes são adicionados com objetivo de compatibilizar os produtos adicionados à calda, mitigar perdas por deriva e evaporação, melhorando a cobertura e espalhamento da calda no alvo e consequentemente otimizando o controle. Outra prática que está em constante crescimento é a diminuição dos volumes de aplicação, visando diminuição dos custos operacionais e maior sustentabilidade do processo, o que necessita de estudos aprofundados, a fim de constatar a eficácia da aplicação. O presente trabalho objetivou avaliar a ação de fomesafem + fluazifope-p-butílico em associação com dois adjuvantes em diferentes volumes de calda no controle de plantas de Urochloa decumbens, além de avaliar a estabilidade físico-química e compatibilidade das misturas, efeitos das misturas na tensão superficial e ângulo de contato das gotas e depósito de calda nas plantas de U. decumbens após aplicação. Foram realizadas experimentações em casa de vegetação com plantas de Urochloa decumbens em condições de cultivo semi-controladas, em três épocas distintas. Adotou-se o delineamento inteiramente ao acaso com fatorial 4x3 (4 volumes de aplicação e 3 adjuvantes) mais testemunha em um total de 13 tratamentos e 4 repetições por tratamento, sendo um vaso por repetição. Avaliou-se compatibilidade e estabilidade de caldas excluindo as caldas compostas apenas pelo herbicida fomesafem + fluazifope-p-butílico. As avaliações de tensão superficial e ângulo de contato de gotas foram realizadas para todos os tratamentos, bem como a análise de depósito de calda. Houve incompatibilidade por formação de espuma apenas nos tratamentos compostos pelo herbicida + FixerAP. As caldas compostas pela mistura com adjuvantes proporcionaram menores valores de tensão superficial e ângulo de contato, demonstrando que o uso de adjuvantes contribui ao espalhamento das caldas no alvo. Além disso,os volumes de 75 e 125 L ha-1 não diferiram entre si e diferiram dos outros volumes na maioria das análises. Em relação ao depósito de calda, os maiores volumes analisados tiveram melhores resultados, bem como, não houve diferença significativa entre as caldas. Os resultados de controle demonstraram que não houve controle satisfatório ao final dos 35 DAA. Porém, os volumes de 75 e 125 L ha-1 proporcionam melhor controle com o uso do adjuvante Fighter.
The mixture of phytosanitary products with adjuvants is common practice in the field, aiming at improving the application efficiency and effectiveness of the active ingredient on the target. Adjuvants are added with the aim of making the products added to the mixture compatible, reducing losses due to drift and evaporation, improving coverage and spreading of the mixture on the target and consequently optimizing control. Another practice that is constantly growing is the reduction of application volumes, aiming at reducing operating costs and greater sustainability of the process, which requires in-depth studies, in order to verify the effectiveness of the application of certain phytosanitary products in smaller volumes of syrup. The present work aimed to evaluate the action of fomesafen + fluazifop-p-butyl in association with two adjuvants in different volumes of tank-mixture in the control of U. decumbens plants, in addition to evaluating the physical-chemical stability and compatibility of the mixtures, effects of the mixtures on surface tension and contact angle of droplets and spray deposit on U. decumbens plants after application. Experiments were carried out in a greenhouse with plants of U. decumbens under semi-controlled cultivation conditions at three different times. A completely randomized design was adopted with a 4x3 factorial (4 application volumes and 3 adjuvants) plus control in a total of 13 treatments and 4 replications per treatment, with one pot per replication. The compatibility and stability of spray mixtures were evaluated, excluding the mixtures composed only by fomesafem herbicide + fluazifop-p-butyl, evaluations of surface tension and contact angle of drops were performed for all treatments, as well as the analysis of spray deposition. Only incompatibility due to foam formation was observed in the treatments composed of the herbicide + FixerAP. The sprays composed of mixtures with adjuvants provided lower values of surface tension and contact angle, demonstrating that the use of adjuvants contributes to the spreading of the sprays on the target, furthermore, there were no major differences in the results in relation to the spray volumes. Regarding the tank-mixture deposit, the largest analyzed volumes had better results, as well as there was no significant difference between the syrups. The control results demonstrated that there was no satisfactory control at the end of the 35 DAA, however, it demonstrates that the volumes of 75 and 125 L ha-1 provide better control in line with the use of the adjuvant Fighter.

Descrição

Palavras-chave

tecnologia de aplicação, pulverização, produtos fitossanitários, produtos quimicos agricolas adjuvantes

Como citar