Planejamento ambiental da bacia hidrográfica do córrego Embirí – UGRHI Pontal do Paranapanema – São Paulo: inventário e diagnóstico

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

This study aimed to contribute to the environmental planning of the watershed Embirí stream - UGRHI Pontal Paranapanema (belonging to the Paranapanema Management unit) in the cities of Presidente Prudente and Regente Feijó, São Paulo. This basin is located in the area of the Santo Anastácio river source, responsible for supplying water to about 30% of the population of Presidente Prudente. The methodological procedures based on Leal (1995) and Rodriguez et al. (2004), and the steps include inventory and diagnosis of the basin. We conducted extensive literature review, cartographic and documentary on the subject area of research, field work, preparation of thematic maps and summary chart of physical units and environmental use and land cover, participatory mapping of environmental risks, quality analysis of water. Most of the basin of the stream of twine had a high environmental fragility and the main problems found were lack of riparian vegetation, erosion, siltation of water bodies, irregular disposal of debris and the dumping of sewage. The results were summarized in the diagnosis and can identify the most important environmental impacts, environmental and spatial weaknesses of the legislation, and thus draw up proposals for action to the area that is substantially degraded
Este trabalho teve como objetivo contribuir para o planejamento ambiental da bacia hidrográfica do córrego do Embirí – UGRHI Pontal Paranapanema (pertencente à unidade de Gestão Paranapanema), nos municípios de Presidente Prudente e Regente Feijó, São Paulo. Essa bacia localiza-se na área do manancial Rio Santo Anastácio, responsável pelo abastecimento de água para cerca de 30% da população de Presidente Prudente. Os procedimentos metodológicos adotados baseiam-se em Leal (1995) e Rodriguez et al. (2004), e as etapas compreendem o inventário e diagnóstico da bacia. Foi realizado amplo levantamento bibliográfico, cartográfico e documental sobre o tema área de pesquisa; trabalhos de campo; elaboração de cartas temáticas e de síntese, carta de unidades físicas e ambientais; uso e ocupação do solo, mapeamento participativo de riscos ambientais, análise da qualidade da água. A maior parte da bacia hidrográfica do córrego do Embirí apresentou alta fragilidade ambiental e os principais problema encontrados foram ausência de mata ciliar, processos erosivos, assoreamento de corpos d’água, disposição irregular de entulhos e lançamento de esgotos. Os resultados foram sistematizados no diagnóstico, e pode-se identificar os mais importantes impactos ambientais, fragilidades ambientais e espacialização da legislação, e assim elaborar propostas de intervenção para a área que encontra-se substancialmente degradada

Descrição

Palavras-chave

Engenharia ambiental, Bacias hidrograficas - Santo Anastácio, Rio (SP), Bacias hidrograficas - Paranapanema, Pontal do (SP), Política ambiental - Regente Feijó (SP), Bacias hidrograficas - Presidente Prudente (SP), Embirí, Córrego do (SP)

Como citar

SANTOS, Franciane Mendonça dos. Planejamento ambiental da bacia hidrográfica do córrego Embirí – UGRHI Pontal do Paranapanema – São Paulo: inventário e diagnóstico. 2011. 1 CD-ROM. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Engenharia Ambiental) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Tecnologia, 2011.