Identificação de pigmentos em artefatos arqueológicos via espectroscopia Micro-Raman

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-07-08

Orientador

Constantino, Carlos José Leopoldo

Coorientador

Pós-graduação

Ciência e Tecnologia de Materiais - FC

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Neste trabalho foram estudadas amostras do Centro de Museologia, Antropologia e Arqueologia da FCT - UNESP de Presidente Prudente, o qual é coordenado pela professora Dra. Ruth Kunzli. As amostras foram caracterizadas por espectroscopia vibracional via espalhamento micro-Raman e a absorção no infravermelho com transformada de Fourier (FTIR), análise térmica por termogravimetria (TG) e energia dispersiva de raio-X (EDX). O objetivo principal do trabalho foi identificar os pigmentos utilizados na fabricação dos artefatos cerâmicos encontrados no sítio arqueológico Lagoa São Paulo - 02, Presidente Epitácio, SP, bem como os aditivos incorporados ao corpo cerâmico para entender como os arteftos foram confeccionados. Para o pigmento vermelho os resultados de Raman, FTIR, EDX e TG sugerem a utilização de hematia, um óxido de ferro consistente com o que podia ser encontrado nas rochas avermelhadas das encostas dos rios que eram desgastadas pela água. O pigmento preto apresenta bandas Raman características do carvão, provavelmente, este pigmento era encontrado na natureza como o produto da queima de material orgânico, possivelmente de origem vegetal. Para o pigmento branco, os espectros de FTIR e as curvas de TG sugerem o uso de caulim pela presença das bandas de absorção e do pico endotérmico em 550ºC aracterístico da caulinita, o que é consistente com os dados arqueológicos. Os aditivos identificados foram o carvão e o quartzo, sendo este último encontrado nas rochas presentes na região do sítio arqueológico. Tais aditivos são adicionados na confecção das cerâmicas para evitar o rachamento quando do cozimento, facilitar uma secagem homogênea e, ao mesmo tempo, reduzir a porosidade e a plasticidade. O processo de queima das amostras foi investigado via TG revelaram que todas elas passaram por processos de queima. Entretanto, os resultados sugerem que a amostra...

Resumo (inglês)

In this study samples from the Centro de Museologia, Antropologia e Arqueologia (CEMAARQ) of the UNESP Unip Estadual Paulista in Presidente Prudente, São Paulo State, Brazil, coordinated by professor Dra. Ruth Künzli, were investigated. The samples were characterized by vibrational spectroscopy via micro-Roman scattering and Fourier transform infrared absorption (FTIR), thermal analysis by termogravimetry (TG) and energy dispersive X-ray (EDX). The main objective was to identify the pigments used in the manufacture of ceramic artifacts found in the archaeological site Lagoa Sao Paulo - 02, Presidente Epitácio, SP, and the additives incorporated to the ceramic body to understand how the artifacts were made. For the red pigment of the results of Raman, FTIR, EDX e TG suggested the use of hematite, an iron oxide consistent with that found in the red rocks of the river banks eroded by water. The black pigment has Roman bands characteristic of charcol, probably, this pigment was found in nature as the product of burning organic material, possibly from vegetable. For the white pigment, the FTIR spectra and TG curves suggest the use of Kaolin by the presence of the absorption bands and the endothermic peak at 550ºC, characteristic of kaolinite, which is consistent with the archaeological data. The additives were identified as charcoal and quartz, the latter being found in rocks present in the archeological site. These additives are added in the manufacture of ceramics to prevent cracking when buring, to promote a homogeneous drying and to reduce porosity and plasticity. The burning process of the samples was investigated by TG and revealed that all of them were submitted to burning processes. However, the results suggest that the sample ... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

CAVALHERI, Adriana Segato. Identificação de pigmentos em artefatos arqueológicos via espectroscopia Micro-Raman. 2010. 63 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Tecnologia, 2010.

Itens relacionados