Expressão dos Marcadores E-Caderina, Actina Músculo Lisa, Ki67, MMP9 e S100 em Carcinomas Epidermóides de Língua

Imagem de Miniatura

Data

2021-12-15

Autores

Ligeiro, Denise

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Oral squamous cell carcinoma (OTSCC) is invasive tumors that propagate through the neurovascular. The proliferative (Ki67), matrix metalloproteinase 9 (MMP9), smooth muscle alpha actin (α-SMA) and cell-cell adhesion protein (E-Cadherin) have been useful into prognosis analyses. The protein S100 has been shown important benefit like auxiliary in the diagnosis of perineural (PNI). Our aim was to characterize the expression of E-Cadherin, α- SMA, Ki67, MMP9 in OTSCC and to identify the presence of PNI and lymphovascular invasion (LVI) with the aid of S100 and α-SMA (CEP: 032017009). 73 OSCC blocks of invasion front (ITF) at the Institute of Cancerology - Clinic of the Americas (Medellín/Co) were used to obtain slides to immunohistochemistry. The analysis criteria included Intensity (I) and Quantity (Q) to obtain Score (S= Q x I); (-): 0-5% of the cells; (+): between 6-25% of the cells; (++) 26-50% of the cells; (+++): above 50% of cells. The software GraphPad Prism® (8.1.0) was used to statistical analysis. The normality test was performed by D’Agostino-Pearson, nonparametric data were analyzed by Anova and Tukey test (P <0.05). The intra-examiner Kappa index was 0.8. The Person test was used to verify the association between qualitative and semi-quantitative variables. The Sidak test (P <0.05) was used to compare positive and negative cases PNI + S100 and LIV + α-SMA and the expression of the markers (quantity, intensity and score). The Medellín’s data showed 9.5% of LVI and 49.3% of PNI. The Hematoxylin-Eosin stain (H&E) ITF analysis showed 71.2% to PNI and 9.5% to LVI. The PNI + S100 and LVI + α-SMA analysis demonstrated a significant increase in diagnostic accuracy. It was possible to discern degenerative nervous tissue invaded by tumor using S100 immunohistochemistry. In the same way, we verified a vertiginous increase in the diagnostic accuracy to identify LVI, from 9.5% to 60.2%. E-Cadherin demonstrated similar score distribution in weak, moderate and strong expression. α-SMA demonstrated a weak expression (41.1%) and similar weak expression were observed to Ki67 (61.6%) and MMP-9 (48%). In well-differentiated tumors, E-Cadherin showed a higher concentration of cases with strong expression (24.7%) and the other markers showed weak expression. In moderate tumors, E-Cadherin showed a reduction in strong expression. The other markers, on the other hand, remained weak. In poorly differentiated cases E-Cadherin showed moderate marking, α- SMA weak marking, Ki67 was negative and MMP-9 weak marking.
O carcinoma espino-celular oral (OTSCC) tem grande capacidade de invadir estruturas neurovasculares da região. Os marcadores prognósticos proliferativo (Ki67), metaloproteinase de matriz 9 (MMP9), alfa actina músculo lisa (α-SMA) e proteína de adesão célula-célula (E-Caderina) destacaram-se na literatura internacional. A proteína S100 demonstrou importância diagnóstica na análise de invasão perineural (PNI). O objetivo do trabalho foi caracterizar a expressão de E-Caderina, α-SMA, Ki67, MMP9 em OTSCC e identificar a presença de PNI e invasão linfovascular (LVI) com auxílio de S100 e α-SMA, respectivamente (CEP: 032017009). Utilizou-se 73 blocos de fronte de invasão (ITF) de OTSCC do Instituto de Cancerologia - Clínica das Américas (Medellín/Co) para obter cortes em lâminas silanizadas. A análise imunohistoquímica incluiu intensidade e quantidade para obter o escore (E) de marcação (E = Q x I), onde (-): 0-5% das células; (+): entre 6-25% das células; (++): 26-50% das células; (+++): acima de 50% das células. Os resultados foram analisados no GraphPad Prism® (8.1.0). O teste de normalidade foi realizado por D’Agostino-Pearson, os dados não paramétricos foram analisados por Anova e teste Tukey (P<0,05). O índice Kappa intra-avaliador foi de 0,8. A prova de Person foi utilizada para verificar associação entre variáveis qualitativas e semi quantitativas. O teste de Sidak (P<0,05) foi utilizado para comparar casos positivos e negativos PNI + S100 e LIV + α-SMA e a expressão dos marcadores (quantidade, intensidade e escore). Os dados de Medellín demonstraram 9,5% de LVI e 49,3% de PNI. Já a análise do ITF em coloração Hematoxilina - Eosina (H&E) demonstrou 71,2% de PNI e 9,5% de LVI. No que se refere às análises PNI + S100 e LVI + α-SMA identificou-se expressivo aumento da acurácia diagnóstica. O marcador S100 permitiu discernir tecido nervoso degradado e invadido pelo tumor, invisível no H&E. Também se verificou aumento da capacidade de identificação de LVI com salto de 9,5% para 60,2%. E-Caderina demonstrou distribuição de escore semelhante em fraco, moderado e forte, α-SMA demonstrou predomínio da marcação fraca (41,1%), assim como Ki67 (61,6%) e MMP-9 (48%) com expressão fraca. Em tumores bem diferenciados, E-Caderina apresentou maior concentração de casos de expressão forte (24,7%) e os outros marcadores apresentaram expressão fraca. Nos tumores moderados, E-Caderina demonstrou redução na expressão forte. Já os outros marcadores mantiveram marcação fraca. Nos casos pobremente diferenciados, E-Caderina apresentou marcação moderada, α-SMA marcação fraca, Ki67 demonstrou-se negativo e MMP-9 marcação fraca.

Descrição

Palavras-chave

Oral squamous cell carcinoma, Perineural Invasion, Lymphovascular invasion, Carcinoma espino-celular oral, Invasão Perineural, Invasão Linfovascular

Como citar