Avaliações radiográficas dos membros torácicos e pélvicos de saguis (Callithrix sp.).

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019-04-26

Autores

Siragusi, Rafael Henrique de Souza

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O objetivo do presente estudo foi avaliar radiograficamente os membros torácicos e pélvicos de um grupo de saguis mantidos em cativeiro, oriundos de apreensões realizadas para o combate do tráfico ilegal de animais. Foram utilizados 14 saguis, sendo 12 adultos e dois juvenis, oito machos e seis fêmeas, com massa corpórea entre 248 e 354 gramas, sendo um sagui-de-tufo-branco (Callithrix jacchus), oito saguis-de-tufo preto (Callithrix penicillata) e cinco saguis híbridos (Callithrix sp.). Com exceção de três saguis que estavam radiograficamente normais, todos os demais apresentaram alterações radiográficas dos membros, pélvicos e/ou torácicos. A despeito das alterações, a maioria dos animais conseguia se locomover sem grandes limitações no cativeiro. Dos 11 saguis com alterações no membro pélvico, cinco (45,45%) apresentavam estreitamento pélvico e desvio varo bilateral do fêmur, sendo um sugestivo de raquitismo e um de osteomalácia. Os demais apresentaram alterações, tais como má-consolidação de fratura acetabular com osteoartrite da cabeça femoral, amputação parcial de membro, antecurvato de ambas as tíbias, osteoartrite do joelho, entre outros. Seis saguis (54,54 %) mostraram alteração no membro torácico, tais como fratura do rádio, subluxação escápulo-umeral e incongruência da articulação úmero-radio-ulnar, entre outros. Foi possível concluir que 78,57% dos saguis avaliados tinham alterações ósseas e/ou articulares detectadas radiograficamente, que foram predominantes nos membros pélvicos e não impeditivas à locomoção em cativeiro.
This study aimed to provide a radiographic evaluation of the fore- and hind limbs of marmosets in captivity, originated from capture carried out to combat illegal wildlife trade. A total of 14 marmosets, 12 adults and two juveniles, eight males and six females, weighing between 248 and 354 grams were used, including one common marmoset (Callithrix jacchus), eight black-pencilled marmoset (Callithrix penicillata) and five hybrid marmosets (Callithrix sp.). Except three marmosets radiographically normal, all the others showed radiographic changes of the forelimbs and/or hind limbs. Despite the changes, most primates were capable of moving without major limitations in captivity. Of the 11 marmosets with radiographic changes of the hind limbs, five (45.45%) had pelvic narrowing and bilateral varus deviation of the femur, which had one suggestive of rickets and one of osteomalacia. The other marmosets had changes such as malunion of acetabular fracture with hip osteoarthritis, transtíbial amputation, antecurvatum of both tibias, and knee osteoarthritis, among others. Six marmosets (54.54%) showed alterations in the forelimbs, such as radius fracture, scapulohumeral subluxation, and bilateral humeral-radio-ulnar joint incongruence, among others. In conclusion, 78.57% of the evaluated marmosets had bone and/or joint changes detected by plain radiograph, which were found predominantly in the hind limbs and without impediment to locomotion in captivity.

Descrição

Palavras-chave

Animal selvagem, Doença, Imagem, Primata, Wild lif, Disease, Imaging, Primate

Como citar