Avaliação do perfil químico e da ação biológica de metabólitos secundários de Pereskia aculeata Miller (ora-pro-nóbis)

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-05-20

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Diante da realidade das mudanças climáticas e da questão da segurança alimentar no mundo, o estudo de novas fontes alimentares benéficas à saúde e cujo uso seja seguro torna-se bastante relevante. Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável definidos pela Organização das Nações Unidas (ONU) revelam esta preocupação, visando alcançar, entre outras metas, a promoção da agricultura sustentável e a erradicação da fome. Tendo em foco o desenvolvimento sustentável, é necessário que sejam realizados estudos de fontes alimentares alternativas com aplicação dos princípios de Química Verde, de modo a ampliar o conhecimento acerca dessas espécies, reduzindo os efeitos nocivos gerados ao ambiente. Nesse contexto, as Plantas Alimentícias Não Convencionais (PANC) merecem destaque por apresentar quantidades significativas de nutrientes e substâncias, especialmente metabólitos secundários, com potenciais benefícios à saúde. O uso na alimentação das folhas e outras partes da PANC ora-pro-nóbis (Pereskia aculeata Mill.) tem sido valorizado devido ao alto teor de proteínas nas folhas e à presença de outros nutrientes importantes. Este trabalho objetivou avaliar a composição química de metabólitos secundários das folhas de P. aculeata, sua ação antioxidante e a embriotoxicidade em modelo de animal alternativo zebrafish. O teor de compostos fenólicos totais de extrato etanólico e hidroetanólico de folhas foi de 7,1% e 3,4% (m/m), respectivamente. No ensaio de atividade antioxidante com o radical DPPH, não foram obtidos resultados coerentes, com valores de absorbância do branco altos, o que pode indicar a presença de compostos interferentes nos extratos com absorbância no comprimento de onda utilizado (517 nm). No ensaio de embriotoxicidade utilizando o modelo zebrafish, não foi observado efeito embriotóxico do extrato etanólico. Na análise dos dois extratos por cromatografia em camada delgada, os perfis cromatográficos mostraram-se idênticos nas condições utilizadas. Além disso, foi realizado o desenvolvimento de método cromatográfico por HPLC-UV, obtendo-se a melhor condição cromatográfica com fase móvel composta por água acidificada com 2% de ácido acético e acetonitrila. A análise dos cromatogramas indicou que o extrato hidroetanólico apresenta maior conteúdo de substâncias polares do que o extrato etanólico, como esperado. Por outro lado, na análise do extrato utilizando NADES, observou-se predominância de substâncias com menor polaridade, o que está relacionado à natureza química do solventementol:cânfora 1:1. Na análise por UHPLC-UV, foram testadas diversas condições, obtendo-se melhor separação dos picos com fase móvel água acidificada com 2% de ácido acético e etanol. Por fim, na análise do óleo essencial por GC-MS, foi observado um grande número de componentes, apesar do baixo rendimento da extração do óleo. Assim, nota-se a presença de nutrientes e metabólitos secundários com potencial benefício à saúde e pode-se predizer a segurança do consumo da ora-pro-nóbis, a fim de que seja incluída na rotina alimentar das populações, além de seu potencial farmacológico, que deve ser investigado em novos estudos.
Considering the reality of climate changes and the issue of food security in the world, the search for new food sources with health benefits becomes very relevant. The 17 Sustainable Development Goals (SDGs) defined by the United Nations reveal this concern, aiming to achieve, among other goals, the promotion of sustainable agriculture and the eradication of hunger. Thus, bearing in mind the sustainable development, it is necessary to carry out studies of alternative food sources with applications of the principles of Green Chemistry, in order to expand the knowledge about these species, reducing the harmful effects generated to the environment. In this context, Non-Conventional Edible Plants (PANCs) are presented as alternative sources of nutrients, in addition to containing other substances, especially secondary metabolites, with potential health benefits. The edible use of the leaves and other parts of the PANC ora-pro-nobis (Pereskia aculeata Mill.) has been valued due to the high protein content in leaves and the presence of other important nutrients. This study aimed to evaluate the chemical composition of secondary metabolites from P. aculeata leaves, their antioxidant activity and embryotoxicity in the zebrafish model. The contents of total phenolic compounds were determined for the ethanolic and hydroethanolic extracts as 7.1% e 3.4% (w/w), respectively. In the DPPH radical assay, no consistent results were obtained, indicating the presence of interfering compounds in the extracts with absorbance at the wavelength used (517 nm). No embryotoxic effect were observed for the ethanolic extract in the zebrafish assay. In the analysis of the two extracts by thin layer chromatography, the chromatographic profiles were identical under the conditions used. Moreover, a chromatographic method was developed by HPLC-UV, obtaining the best chromatographic condition with mobile phase composed of acidified water with 2% acetic acid and acetonitrile. The analysis of the chromatograms indicated that the hydroethanolic extract presents a higher content of polar substances than the ethanolic extract, as expected. In the analysis of the extract using NADES, a predominance of substances with lower polarity was observed, which is related to the chemical nature of the solvent menthol:camphor 1:1. On the other hand, in the analysis by UHPLC-UV, several conditions were tested, obtaining better separation of the peaks with mobile phase acidified water with 2% acetic acid and ethanol. Finally, in the essential oil analysis by GC-MS, a large number of components were observed, despite the low yield of oil extraction. Thus, the presence of nutrients and secondary metabolites with potential health benefits can be noted and it is possible to predict the safety of ora-pro-nóbis consumption, so that it can be included in the population's eating routine, besides its pharmacological potential, which should be investigated in new studies.

Descrição

Palavras-chave

ora-pro-nóbis, embriotoxicidade, química verde, compostos fenólicos, embryotoxicity, green chemistry, phenolic compounds

Como citar