Uso do 5-fluorouracil no intra-operatório da cirurgia do pterígio

Resumo

Objetivo: Avaliar a efetividade e as complicações com a aplicação do 5- fluorouracil (5-FLU) no intra-operatório da cirurgia do pterígio. Método: Foram avaliados 28 olhos de 26 indivíduos quanto ao tipo e tamanho do pterígio, cirurgias prévias e a resposta ao tratamento cirúrgico (no 7º , 21º , 60º e 90º dia de pós-operatório). Logo após a exerese do pterígio, aplicou-se 5-FLU (25 mg/ml) no leito cirúrgico, durante cinco minutos; a seguir, realizou-se a técnica de deslizamento de retalho conjuntival. Resultados: A maioria dos pacientes tinha mais de 50 anos de idade e apresentava pterígio primário (70,0%), grau II (60,7%), do tipo involutivo (60,7%). No pós-operatório observaram-se: isquemia (10,7%), deiscência da conjuntiva (7,1%), ceratite (3,5%), conjuntivite (3,5%) e recidiva da lesão em 1 olho (3,5%).Conclusão: O 5-FLU se mostrou droga segura e efetiva na prevenção das recidivas, podendo ser usado como coadjuvante no tratamento do pterígio para prevenir recidivas.
Purpose: To evaluate the effectiveness and the complications on intraoperative application of 5-fluorouracil (5FLU) in pterygium surgery. Method: We studied 28 eyes of 26 patients with pterygium, evaluating the type and size of the pterygium, previous surgeries and the response to surgical treatment (on the 7th, 21st, 60th, 90th postoperative day). The application of 5-FLU (25 mg/ml) was done soon after resection, for five minutes, followed by the sliding flap technique.Results: Most of the patients were more than 50 years old, presented with primary (70.0%), degree II (60.7%), involu-tionary type (60.7%) pterygium. After surgery ischemic area (10.7%), conjunctival deiscence (7.1%), keratitis (3.5%), conjunctivitis (3.5%) and lesion relapse (3.5%) were observed.Conclusion: 5-FLU is a safe and effective drug and could be of help in the treatment of pterygium to prevent relapse.

Descrição

Palavras-chave

Pterígio, 5-fluorouracil, Antimitótico, Recidiva, Pterygium, 5-fluorouracil, Antimitotic, Relapse

Como citar

Arquivos Brasileiros de Oftalmologia. Conselho Brasileiro de Oftalmologia, v. 63, n. 2, p. 111-114, 2000.