Efeitos sistêmicos do consumo de vinho desalcoolizado no reparo de alvéolos após extração de dentes com periodontite apical induzida em ratos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2024-06-19

Orientador

Gomes Filho, João Eduardo

Coorientador

Pereira, Bharbara Moura

Pós-graduação

Curso de graduação

Araçatuba - FOA - Odontologia

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Trabalho de conclusão de curso

Direito de acesso

Acesso restrito

Resumo

O objetivo do estudo consistiu em analisar os efeitos sistêmicos decorrentes da ingestão do vinho tinto desalcoolizado (VTD) no processo de reparo alveolar pós-exodontia de dentes com periodontite apical (PA) induzida em ratos. Utilizou-se uma amostra de 24 ratos machos Wistar, os quais foram distribuídos em 3 grupos distintos conforme a suplementação recebida: controle (C) - água, VTD, vinho tinto (VT). O protocolo experimental iniciou-se com a administração diária das respectivas dietas ao longo de 75 dias, sendo a dose de 4,28 mL/kg. No 15º dia de administração das dietas, ocorreu a indução da PA nos quatro primeiros molares dos animais. Após 30 dias do estabelecimento da lesão periapical, foi realizada a extração dos primeiros molares, mantendo a administração das dietas por mais 30 dias. Ao término dos 75 dias, os animais foram submetidos à eutanásia, foi coletado o sangue para análise sanguínea e as mandíbulas para posterior análise histológica. Os dados obtidos foram submetidos a análise estatística, considerando um nível de significância de 5%, utilizando os testes de Shapiro-Wilk, Kruskal-Wallis e Student-Newman-Keuls. Observou-se que o grupo VTD apresentou uma menor intensidade da resposta inflamatória local e um melhor padrão celular e estrutural do tecido ósseo quando comparado aos grupos VT e C (p < 0,05). Não foram identificadas diferenças estatisticamente significativas quanto ao padrão celular e à estrutura do tecido epitelial, bem como em relação às extensões inflamatórias entre os grupos (p > 0,05). Identificou-se que os grupos VTD E C permaneceram dentro dos parâmetros sanguíneos de referência, porém VT destacou-se na discrepância de valores em hemoglobina, hematócrito, VCM, plaquetas e PDW (p < 0,05). Conclui-se que a suplementação diária com VTD reduziu o infiltrado inflamatório e contribui para reparo ósseo alveolar em ratos com PA após a exodontia dentária, diferentemente de VT que aumentou a resposta inflamatória local e causou oscilação de padrões sanguíneos.

Descrição

Idioma

Português

Como citar

MINOWA, E. L. Efeitos sistêmicos do consumo de vinho desalcoolizado no reparo de alvéolos após extração de dentes com periodontite apical induzida em ratos. 2024. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação) – Faculdade de Odontologia, Universidade Estadual Paulista (UNESP), Araçatuba, 2024

Itens relacionados