Análise histomorfométrica e imunoistoquímica da regeneração óssea com enxerto de Bio-Oss® e Gingistat® em seio maxilar de coelho

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2016-09-12

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Bio-Oss® is a deproteinized bovine bone, which is chemically and structurally comparable to mineralized human bone. A system of interconnected pores promotes bone growth without any adverse tissue reaction associated with being reported. Gingistat® is a collagen-based material equine. The purpose of this study was to evaluate the ossification process two bone substitutes, Bio-Oss® and Gingistat® in maxillary sinus floor lifting through histomorphometric and immunohistochemical analyzes. For it were used 16 (sixteen) Albino rabbits undergoing surgery for lifting the membrane of bilateral maxillary sinus nasal access. The maxillary sinus on the right side was filled by Bio-Oss ® and the left was filled by Gingistat®.After periods of 7, 14, 21 and 40 days the animals were euthanized and jaw has been removed for processing and histomorphometric and immunohistochemical analyzes. Statistical analysis were made conducted through the comparison between the control group and the treated group.The statistical test that was used depend on the distribution of the results in relation to the normal curve. The percentage of new bone formation only has statistical significance using between groups in the period of seven days where the Bio -Oss® group had superior results. At the end of the study, both groups had similar bone formation, however the Gingistat® was reabsorbed ais quickly, leading to a great loss in the high area
Bio-Oss® é um osso bovino desproteinizado, que é química e estruturalmente comparável ao osso humano mineralizado. Um sistema de poros interligado favorece o crescimento ósseo sem nenhuma reação adversa do tecido associado que está sendo relatado. Gingistat® é um material a base de colágeno equino. A proposta deste estudo foi avaliar o processo de ossificação de dois substitutos ósseos, Bio-Oss® e Gingistat® em levantamento do assoalho do seio maxilar através de análises histomorfométrica e imunoistoquímica. Para tal foram utilizados 16 (dezesseis) coelhos Albinus, que foram submetidos à cirurgia de elevação da membrana do seio maxilar bilateral por acesso nasal. O seio maxilar do lado direito foi preenchido por Bio-Oss® e do lado esquerdo pelo Gingistat®. Após períodos de 7, 14, 21 e 40 dias os animais sofreram eutanásia e a maxila foi removida para processamento e análises histomorfométrica e imunoistoquímica. A análise estatística foi conduzida por meio da comparação entre os grupos tratados. O teste estatístico empregado dependeu da distribuição dos dados em relação à curva de normalidade. A porcentagem de neoformação óssea só possui significância estatítica entre os grupos no período de 7 dias, onde o grupo Bio-oss® teve resultados superiores. Ao fim do estudo, ambos os grupos tiveram formações ósseas semelhantes, entretanto o Gingistat® foi reabsorvido mais rapidamente, levando à uma grande perda na área elevada

Descrição

Palavras-chave

Substitutos ósseos, Materiais biomédicos, Osteogênese, Imunohistoquímica, Coelho, Seio maxilar, Bone substitutes

Como citar

COLOMBO, Luara Teixeira. Análise histomorfométrica e imunoistoquímica da regeneração óssea com enxerto de Bio-Oss® e Gingistat® em seio maxilar de coelho. 2016. 30 f. Trabalho de conclusão de curso (bacharelado - Odontologia) - Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, 2016.