Influência do consumo de pequena dose de álcool na performance motora de universitários

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2019

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O álcool é conhecido socialmente por seus efeitos eufóricos e desinibidores. Ao ingressarem na universidade, muitos estudantes vivenciam novas experiências e, por conta do seu alto consumo no meio universitário muitos alunos são influenciados e sofrem seus efeitos negativos durante a graduação e, por vezes, no decorrer da vida. Este estudo tem como objetivo analisar a influência do álcool no desempenho motor de alunos universitários. Vinte universitários (n=20), sexo masculino e idade entre 18 e 25 anos (21,65 ± 1,66), compareceram em duas oportunidades no Laboratório para Estudos do Movimento e realizaram testes de coordenação motora fina, força de preensão, tempo de reação simples e desempenho do controle postural. Em uma das visitas, os participantes tomaram 200 ml de vinho (20,8 g de álcool) antes da realização dos testes. Na outra visita, os participantes tomaram 200 ml de água com gás (0 g de álcool). A ordem das condições (vinho e água com gás) foi balanceada, sendo que os resultados para ambas as condições foram comparados com procedimentos estatísticos paramétricos. Os resultados demonstraram que o álcool não influenciou nos testes de coordenação motora fina, força preensão, tempo de reação e controle postural, porém a dominância entre mãos e a falta de visão afetaram diretamente os resultados. Estes dados reforçam que os universitários são mais tolerantes ao consumo de álcool, apesar de ser um espectro muito pequeno da população universitária e brasileira.
Alcohol is socially known for its euphoric and disinhibiting effects. Upon entering university, many students experience new experiences and, due to the high alcohol consumption in the university environment, many students are influenced and suffer their negative effects during undergraduate and sometimes throughout their lives. This study aims to analyze the influence of alcohol on motor performance of college students. Twenty college students (n = 20), male, aged 18 to 25 years (21.65 ± 1.66), attended the Movement Studies Laboratory on two occasions and performed tests of fine motor coordination, grip strength, simple time reaction and postural control performance. In one of the visits, participants had 200 ml of wine (20.8 g of alcohol) before the tests. On the other visit, participants took 200 ml of sparkling water (0 g of alcohol). The order of the conditions (wine and sparkling water) was balanced, and the results for both conditions were compared with parametric statistical procedures. The results showed that alcohol did not influence the fine motor coordination, grip strength, reaction time and postural control tests, but hand dominance and lack of vision affected directly the results. These data reinforce that college students are more tolerant to alcohol consumption, despite being a very small spectrum of the university and Brazilian population.

Descrição

Palavras-chave

Performance motora, Álcool, Universitários, Motor performance, Alcohol, College students

Como citar