Análise comparativa energética e econômica do etanol e do biogás em cenários rurais familiares

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2022-11-18

Autores

Ferreira, Luiz Eduardo

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Com o aumento dos preços das principais fontes de combustíveis não renováveis na atual matriz energética tanto mundial quanto brasileira, atrelado aos já conhecidos agravantes ambientais, muitos têm apostado em alternativas para solucionar as questões econômicas e ambientais relacionadas. Assim, uma das várias propostas renováveis que o estudo científico apresenta é a do uso dos biocombustíveis provindos diretamente da biomassa residual. Esses biocombustíveis visam promover a partir do emprego de suas respectivas tecnologias, a idealização de uma agricultura familiar sustentável que possa ajudar na renda de um proprietário rural durante, por exemplo, o horário de pico de consumo de energia elétrica em sua residência. Partindo desta premissa, os biocombustíveis analisados por esse trabalho foram o etanol (biocombustível de origem vegetal utilizado atualmente como fonte de combustível substitutivo à gasolina no Brasil) e o biogás (um biocombustível promissor obtido a partir da digestão anaeróbica de bactérias em resíduos ou dejetos orgânicos em decomposição, sejam estes animais ou vegetais). Para essas considerações, tem-se por objetivo deste trabalho a análise e comparação das equivalências dos consumos específicos dos biocombustíveis e dos custos econômicos relacionados em um motor de combustão interna designado em exemplos de cenários rurais familiares derivados de um cenário base com bovinocultura leiteira. Após a aplicação do método de análise proposto e obtenção dos resultados, observou-se que ambos os biocombustíveis são notáveis nos parâmetros e aspectos analisados e podem contribuir para um melhor equilíbrio econômico de um proprietário rural. O etanol assume um papel de investimento mais seguro, porém permanente, enquanto o biogás é apontado como uma aposta, cujo tempo de retorno é estimável, possibilitando retornos positivos se as suas necessidades forem atendidas.
With the prices increase of the primary sources of non-renewable fuels in the current energy matrix both worldwide and in Brazil, linked to the already known environmental aggravating factors, many people have bet on alternatives to solve the related economic and ecological issues. One of the several renewable proposals that the scientific study presents is the use of biofuels coming directly from residual biomass. These biofuels aim to promote, from the use of their respective technologies, the idealization of sustainable family farming that can help a rural owner's income during, for instance, the peak hours of electricity consumption in his residence. Therefore, based on this premise, the biofuels analyzed in this work will be ethanol (plant-origin biofuel currently used as fuel source to replace gasoline in Brazil) and biogas (a promising biofuel obtained from the anaerobic fermentation of bacteria in decomposing organic waste or litter, whether animal or plant). For these considerations, this work aims to analyze and compare the specific consumptions’ equivalences of biofuels and the related economic costs in an internal combustion engine designated in instances of familiar rural scenarios derived from a base scenario with dairy cattle. After applying the proposed analysis method and obtaining the results, it was observed that both biofuels are remarkable in the parameters and aspects analyzed and can contribute to a better economic balance of a rural owner. Ethanol assumes a safer investment role, but the investment is permanent, while biogas is indicated as a term bet, whose return time is estimated, enabling positive returns if its needs are met.

Descrição

Palavras-chave

Biomassa, Etanol, Biogás, Biocombustíveis, Motor de Combustão Interna, Biomass, Biofuels, Internal Combustion Engine, Ethanol, Biogas

Como citar