O farmacêutico em oncologia: o que temos, podemos e fazemos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Com os avanços em oncologia, os profissionais de saúde despertaram para o fato de que cuidar de um portador de um câncer requer uma abordagem interdisciplinar, que proporciona a assistência integral, de forma a compreender o paciente em múltiplos domínios, tendo como preocupação fundamental a preservação da sua qualidade de vida. A ação do farmacêutico é parte fundamental desse cuidado ao paciente, para garantir a qualidade e a segurança da terapia em quaisquer das etapas da doença. Para tanto, este profissional deve mostrar profundo conhecimento na área de farmácia clínica em oncologia, atenção farmacêutica e ações relativas à promoção e recuperação da saúde, o que demanda formação técnica de excelência e desenvolvimento de competências comportamentais. . Deste modo, o trabalho de conclusão de curso intitulado O farmacêutico em oncologia – o que temos, podemos e fazemos teve por objetivo buscar na literatura especializada quais são os requisitos para se formar tal especialista, quais são os dispositivos legais que regem sua atuação, as suas atribuições técnicas, sobretudo, o como e o quê sua atuação gera. Os estudos realizados por diversos autores evidenciaram a importância da atenção farmacêutica no setor oncológico, na prevenção de erros de medicação pela revisão das prescrições médicas, contorno dos resultados negativos associados aos medicamentos, o que refletiu na economia dos gastos hospitalares, caracterizando um processo positivo de farmacoeconomia, em que seu sucesso leva à melhora da qualidade de vida para o paciente.

Descrição

Palavras-chave

Atenção farmacêutica, Farmácia - Orientação profissional, Oncologia, Cancer

Como citar

OLIVEIRA, Paulo Vinícius de. O farmacêutico em oncologia: o que temos, podemos e fazemos. 2013. 105 f. , 2013.