Implante ósseo alógeno liofilizado e esterilizado por irradiação gama utilizado como espaçador no avanço da tuberosidade tibial modificada para tratamento da doença de ligamento cruzado cranial em cães

Imagem de Miniatura

Data

2017-07-10

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O presente estudo teve como objetivo avaliar, clínica e radiograficamente a utilização de cunha de osso alógeno córtico-esponjoso liofilizada e esterilizada em raio gama, obtida de banco de ossos, implantada como espaçador na TTA modificada em 16 joelhos de 15 cães com diagnóstico clínico de doença do ligamento cruzado cranial. Os pacientes foram submetidos a radiografias e avaliação da locomoção previamente ao procedimento cirúrgico. No pós-operatório, as avaliações foram realizadas imediatamente após a cirurgia e aos 30, 60, 90 e 120 dias. A ferida cirúrgica foi avaliada quanto a sinais de infecção e rejeição do implante ósseo. Locomoção foi graduada em escores 0-5, sendo 0: paciente clinicamente saudável e 5: impotência funcional do membro. As interfaces corpo da tíbiaimplanteósseo-crista tibial foram avaliadas radiograficamente em escores de 0-3 cada interface, sendo 0: nenhum contato entre implante e osso adjacente e 3 ponte óssea em toda extensão da interface. Os pacientes apresentaram boa recuperação clínica e radiográfica. A utilização dos espaçadores ósseos para TTAm oriundos de banco de ossos apresentou praticidade e comodidade em termos de armazenamento e transporte dos ossos. O espaçador ósseo liofilizado permitiu execução rápida e satisfatória da TTAm, apresentando resistência à perfuração e fixação com parafusos em 87,5 % dos casos (14, n=16) e tempo cirúrgico médio de 45,9 minutos. Não se observou reações imunogênicas com consequências clínicas em 93,7% dos casos. Um paciente (n=16) apresentou infecção do foco cirúrgico, com remissão dos sinais após terapia antimicrobiana. Foi possível verificar recuperação funcional do membro em todos os pacientes, sendo observado aos 120 dias, maior número de pacientes clinicamente saudáveis em comparação aqueles com claudicação (p≤0,05). Em todos os pacientes, foi possível verificar incorporação do implante ósseo à tíbia. A união óssea ocorreu de forma progressiva, sendo os estágios de união óssea observados nas radiografias aos 60, 90 e 120 dias significativamente maiores (p<0,05) que aqueles observados aos 30 dias e pós imediato. Com base nos dados desta pesquisa foi possível concluir que o osso liofilizado apresenta baixa imunogenicidade, propriedades osteocondutoras e osteoindutoras quando utilizado como espaçador na TTAm. Este espaçador mantem o avanço da tuberosidade tibial adequadamente, permitindo recuperação clínica dos pacientes enquanto o gap na tíbia é preenchido com osso neoformado.
This study proposed to use wedge of lyophilized corticocancellous bone and sterilized by gamma ray, obtained from bone bank, as a spacer device in TTA modified in 16 knees of 15 dogs with cranial cruciate ligament disease. Animals were submitted to radiographic and gait assessments preoperatively,early postoperatively and following 30, 60, 90 and 120 days. The surgical wound was evaluated for signs of infection and rejection of the bone implant. Locomotion was graded 0-5, with 0: clinically healthy patient and 5: limb functional impotence. As tibial-tibial-implant-tibial crest interfaces were evaluated radiographically in scores of 0-3 each interface, being 0: no contact between implant and adjacent bone and 3 bone bridge throughout the interface. All animals exhibited good clinical outcome.. The use of bone grafts from bone bank was practical and convenient in terms of grafts storage and transportation. Freeze-dried bone graft allowed rapid and satisfactory execution of modified TTA, presenting resistance to drilling and screw fixation in 87.5% of cases (14, n = 16) and mean time of procedures 45.9 minutes. Immunogenic responses with clinical consequences wasn`t observed in 93.7% of cases. One patient (n = 16) presented infection of surgical focus, with remission of signs after antibiotic therapy. It was possible to verify functional recovery of the limb in all patients, being observed at 120 days, more clinically healthy patients in comparison with those claudication (p≤0.05). In all patients, we found the incorporation of the graft to the tibia. Bone union occurred gradually, with the bone union stages observed in radiographs at 60, 90 and 120 days significantly higher (p <0.05) than those observed at 30 days and immediately after surgery. Based on the data of this research it was possible to conclude that the lyophilized bone presents low immunogenicity, osteoconductive and osteoinductive properties when used as a spacer in the TTAm. This spacer maintains the advancement of the tibial tuberosity adequately, allowing clinical recovery of the patients while the gap in the tibia is filled with neoformed bone.

Descrição

Palavras-chave

Claudicação, Doença articular, Banco de ossos, Lameness, Joint disease, Bone bank

Como citar