Avaliação histopatológica da luxação extrusiva em molares de ratos

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2013-09-09

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

This study evaluated the events biopathological arising from extrusive luxation in rat molars through histopathologic analysis , establishing the chronology of the repair process. One hundred and twenty male Wistar rats were used and dentoalveolar trauma (extrusive luxation) was applied to the distal surface of the maxillary right first molar. Sixty animals were extrusive luxation and sixty animals served as controls. The mesial root and distobuccal , the interradicular septum and the pulp tissue were assessed 1, 3 , 5, 7 , 14 and 28 days after the trauma by microscopic analysis of sections with three micrometers. In the groups in which animals were euthanized after 3 and 28 days the biopathological events (external root resorption, formation of hyaline areas, inflammatory infiltrate and giant cells) were more exuberant in the anatomical structures analyzed. Generally , the timing of the repair process has also been established after the luxation: early (one day post-trauma); peak of inflammation (three days); initial repair process (five days); consolidation of repair (seven days), bone formation (14 days ) and start the process of pulp necrosis (28 days).
Neste estudo foram avaliados os eventos biopatológicos decorrentes da luxação extrusiva em molares de ratos por meio de análise histopatológica, estabelecendo a respectiva cronologia do processo tecidual. Cento e vinte ratos machos Wistar foram utilizados e o traumatismo dentoalveolar (luxação extrusiva) foi aplicado na face distal do primeiro molar superior direito. Sessenta animais foram submetidos à luxação extrusiva e sessenta animais serviram como controle. As raízes mésio e distovestibular, o septo interradicular e o tecido pulpar foram avaliados 1, 3, 5, 7, 14 e 28 dias após a luxação por meio de análise microscópica, com cortes de três micrômetros de espessura. Nos grupos em que os animais foram submetidos à eutanásia após 3 e 28 dias os eventos biopatológicos (reabsorção radicular externa, formação de áreas hialinas, presença de infiltrado inflamatório e de células gigantes multinucleadas) apresentaram-se mais exuberantes nas estruturas anatômicas analisadas. De um modo geral, a cronologia do processo de reparo também foi estabelecida após a luxação: início (um dia pós-trauma); pico do processo inflamatório (três dias); início do processo de reparo (cinco dias); consolidação do processo de reparo (sete dias); neoformação óssea (14 dias) e início do processo de necrose pulpar (28 dias).

Descrição

Palavras-chave

Reabsorção da raiz (Dentes), Ligamento periodontal, Avulsão dentária, Periodontal ligament

Como citar

FABRE, Aubrey Fernando. Avaliação histopatológica da luxação extrusiva em molares de ratos. 2013. 91 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, 2013.