As representações da morte e do morrer na obra de Caio Fernando Abreu

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-02-26

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O presente trabalho tem o objetivo de investigar as representações da morte e do morrer na obra de Caio Fernando Abreu (1948-1996). A morte e o morrer são temas recorrentes que figuram tanto como tema principal quanto motivo que reivindica um espaço importante na obra do escritor. Para tal investigação, partimos da concepção, defendida por Walter Benjamin (1975), de que a literatura contemporânea estabelece uma relação com a temporalidade e a morte, relação esta que se faz presente por meio do olhar alegórico e fragmentário e procura representar, no texto literário, o indizível que é a própria experiência de morte (GAGNEBIN, 1994). Nosso olhar se dirigiu, também, para os modos de construção das representações da morte: a mobilização das figuras de linguagem e as escolhas sintáticolexicais são elementos importantes para a constituição de um inventário de como a morte e o morrer aparecem na produção ficcional do escritor. A memória, o testemunho, o aprisionamento nas lembranças traumáticas e a consciência da transitoriedade e consequente arruinamento dos objetos e pessoas são alguns dos modos de morte presentes na obra de Abreu. Para este trabalho analisamos um conjunto de cinco contos e, também, o romance Onde andará Dulce Veiga? (1990), texto no qual a consciência da morte traz uma reflexão sobre a valorização da vida.
The current work has the goal of investigating the representations of death and dying at Caio Fernando Abreu's work (1948-1996).The death and dying are recurrent themes that figure both as the main theme and the reason that claims an important place in the writer's work. For such an investigation, I started from the conception, defended by Walter Benjamin (1975), that the contemporary literature establishes a relationship with temporariness and death; and that such a relationship is present through the allegorical and frangmentary look and also that it tries to represent, in the literary work, the unspeakable, which is the own experience of death (GAGNEBIN,1994) . My look was also taken to the ways of construction of the representations of death: the mobilization of the figures of speech and the syntacticlexical choices are important elements for the constitution of an inventory as how death and dying appear in the writer's fictional production. The recalling, the testimony, the imprisonment in the traumatic memories and the awareness of how transitory objects and people are and also their consequent ruination are some of the ways of death which are present at Abreu's work. For this work, I analyzed a set of five short stories and also a novel called Onde andará Dulce Veiga? (1990), in which the awareness of death brings up to a reflection about life's worth.

Descrição

Palavras-chave

Allegory, Dying, Death, Memory, Representation, Ruin, Abreu, Caio Fernando, 1948-1996 - Crítica e interpretação, Literatura brasileira - História e crítica, Simbolismo na literatura, Morte na literatura, Alegoria (Literatura), Morte e morrer - Representações

Como citar

JESUS, André Luiz Gomes de. As representações da morte e do morrer na obra de Caio Fernando Abreu. 2010. 185 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, 2010.