Pensamento e criatividade: Uma abordagem à luz da semiótica peirceana

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-02-23

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Nesta dissertação buscaremos discutir em que sentido o desenvolvimento de novas mediações cognitivas possibilita o surgimento de originais campos de exploração da atividade criativa. Em um primeiro momento veremos como perspectivas filosóficas estão articuladas em pesquisas da Cibernética, da Ciência Cognitiva e da Sistêmica. Em seguida, analisaremos a perspectiva epistemológica mecanicista a partir da qual estas ciências, em maior ou menor grau, abordam problemáticas acerca do que constitui o pensamento, a informação e a criação. Refletiremos em que medida o mecanicismo é limitado em sua abordagem das relações mantidas entre pensamento, criação e símbolo, de modo que a Semiótica de C. S. Peirce pode nos oferecer uma abordagem mais consistente das correlações entre símbolos, signos e pensamentos. Procuraremos discutir em que medida a Semiótica peirceana, construída a partir de sua Fenomenologia, concebe planos de intensidade de qualidades, relações e mediações presentes em dimensões da experiência. Investigaremos os argumentos de Peirce quanto à impossibilidade de redução do pensamento e da criatividade a procedimentos mecânicos, pois haveria aí a desqualificação de uma genuína manifestação do acaso na experiência de um pensamento. Assim, ao problematizarmos os quali-signos como campos de manifestação da criatividade, apontaremos para o papel do ícone na exploração da corporeidade de signos que emergem das interfaces cognitivas de sistemas artificiais. Então, refletiremos sobre a Cibercultura enquanto um paradigma de nossa condição sociocultural contemporânea, passando a investigar nela manifestações da atividade criativa através das interfaces estabelecidas entre sistemas semióticos heterogêneos. Por fim, questionaremos de que forma as imagens sintéticas expressam explorações criativas de dimensões semióticas nas quais...
In this thesis we shall discuss the way in which the development of new cognitive mediations allows novel fields of exploration of creative activity to emerge. In a first step, we shall see how philosophical perspectives are articulated in research concerning Cybernetics, Cognitive Science and Systems theory. We will explore the nature of the mechanicist perspective with which these sciences generally address difficulties concerning conceptions of what comprises thought, information and creation. We shall discuss the extent to which mechanicism is limited in its consideration of relations between thought, creation and symbol, and the means by which the semiotics of C. S. Peirce can offer a more consistent means to address the correlations between symbols, signs and thoughts. We’ll examine how Peircean Semiotics, developed from its Phenomenology, conceives levels of intensity of qualities, relations and mediations existent in the dimensions of experience. We shall present Peirce’s arguments concerning the impossibility of reducing thought and creativity to mechanical processes, because implicit would be the disqualification of genuine manifestation of chance in the experience of a thought. Hence, questioning quali-signs as fields of manifestation of creativity, we’ll point towards the role of the icon in exploration of dimensions of corporality and signs that emerge from the cognitive interfaces of artificial systems. We shall then address Cyberculture as a paradigm of our contemporary socio-cultural condition, investigating in it manifestations of creative activity at the junctions of heterogeneous semiotic systems. In the end, we shall question to what extent synthesized images may be appropriate as expressions of creative exploration of semiotic dimensions in which thoughts create transits and expansions of their own connections

Descrição

Palavras-chave

Semiotica, Imagem (Filosofia), Cognição, Pensamento, Cibercultura, Thought, Creativity, Semiotic, Cognition, Image

Como citar

FERRAZ, Thien Spinelli. Pensamento e criatividade: Uma abordagem à luz da semiótica peirceana. 2010. 125 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Filosofia e Ciências de Marília, 2010.