As relações de trabalho nas Organizações Estratégicas no mundo contemporâneo: a ilusão da droga organização

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-06-25

Orientador

Hashimoto, Francisco

Coorientador

Pós-graduação

Psicologia - FCLAS

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Dissertação de mestrado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

Resumo (português)

Partindo da tese de que vivemos sob o domínio ideológico das organizações, notadamente das multinacionais - que desenvolveram novos métodos de dominação dos indivíduos -, da angústia suscitada pelo capitalismo monopolista-financeiro, da realidade da era da “violência doce”, este trabalho teve como objetivo geral realizar uma análise teórico-reflexiva, fundamentada em autores da Psicossociologia, buscando compreender como se estabelecem as relações de trabalho nas organizações consideradas estratégicas no mundo contemporâneo. Os objetivos específicos consistiram em levantar aspectos do desempenho humano valorizados nas organizações com o modelo de gestão em questão e identificar as estratégias que tais organizações utilizam para prender o indivíduo em suas malhas de poder, enfatizando os efeitos da dinâmica psicológica e a ilusão da “droga organização”. Posteriormente, procuramos compreender como estão estabelecidas as relações de trabalho, considerando o indivíduo, o grupo e a organização, e por fim, elucidar algumas das principais patologias decorrentes do trabalho nas organizações com modelo de gestão estratégica no mundo contemporâneo. Somos produto de uma sociedade pós-moderna de mercado, que apresenta como traços característicos o exibicionismo, o autocentramento e o esvaziamento das trocas intersubjetivas. Contemporaneamente, ser homem implica ser reconhecido como imagem por outro, e assim o consumo requer um espectador ou uma testemunha. Com isto essa prática consumista produz, além de objetos de promessa de satisfação, um tipo de laço social particular. Concomitantemente, observamos o estabelecimento de uma nova moral do trabalho. Os indivíduos, afetados pela competição crescente por empregos...

Resumo (inglês)

Starting from de thesis that we live under the ideological power of the work organizations, notably the multinational ones - which developed new methods of domination of individuals -, of anguish raised by the financial-monopolistic capitalism, the reality of the era of “sweet violence”, this study had as a general purpose, to perform a reflexive-theoretical analysis, reasoned on psycho-sociology authors, trying to comprehend how the work relationships are established on the organizations considered to be strategic on the contemporary world. To this end, our specific objectives were, firstly, to raise aspects from the human performance which are valued on the organizations under its actual model of management; identify the strategies that they use to keep the individuals on its powerful meshes, emphasizing the effects of this psychological dynamic and “drug organization” illusion. In sequence, we intend to comprehend how the work relations are established considering the individual, the group and the organization; still, to conclude, elucidate some of the main pathologies which are caused by work on the organizations that act by the strategic model of management on the contemporary world. We are products of a post modern society of consume, which shows up as its traits, the exhibitionism, self centering, emptiness of the inter-subjective relations. Nowadays, to be a man means to be recognized as an image for the other, this way, consumption asks for a spectator or a witness. On this thought, the consumerist practice produces beyond the gratification promises, a kind of particular social relation. At the same time... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Idioma

Português

Como citar

SILVA, Guilherme Elias. As relações de trabalho nas Organizações Estratégicas no mundo contemporâneo: a ilusão da droga organização. 2010. 91 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2010.