Homossexualidade e revolução: uma leitura trágica de El Público (1930) de Federico García Lorca

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2021-04-20

Autores

Naldi, Hiago Araujo [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A produção dramatúrgica do poeta espanhol Federico García Lorca (1898-1936) constitui-se como uma das mais revolucionárias da literatura espanhola não só pela sua temática, mas também pelos recursos cênico-literários convenientemente articulados para conscientizar o espectador, levando-o a uma reflexão crítica sobre a forma como as relações sociais, numa sociedade patriarcal regulada pelo capital, operam a exclusão dos mais vulneráveis e dos que não se adaptam à ordem estabelecida. Vários desses recursos, que vão desde a criação de heróis problemáticos, de conflitos de ordem social, de duelos e calamitosos finais até a presença do coro e outros elementos poéticos, são componentes que pertencem à dimensão trágica. Contudo, não correspondem à sua formulação clássica, mas sim a uma moderna atualização do gênero. O objetivo deste projeto é recuperar a peça El público (1930) e lê-la à luz dos estudos sobre a tragédia moderna desenvolvidos por Raymond Williams e Peter Szondi, seguindo assim a pista indicada por Antonio Monegal (2000) para tentar compreender o que levou a tradição crítica a classificar a peça como surrealista. Trata-se, em suma, de desvendar a configuração trágica da peça em sintonia com o tema da homossexualidade, que interfere estruturalmente na sua tessitura textual.
The dramaturgical production of the Spanish poet Federico García Lorca (1898-1936) is one of the most revolutionary in Spanish literature. The themes transposed to the stages and the scenic and literary resources whose primary function is to make the spectator aware, leading to a critical reflection on how social relations, within a patriarchal society dictated by capital, operated the exclusion of subjects. Several of these resources, ranging from the creation of problematic heroes, conflicts of social order, duels the presence of the choir and other poetic elements, are components that belong to the tragedy. However, they don’t correspond to its classic formulation, but to a modern update of the genre. The objective of this project is to recover the playwright El Público (1930) and read it in the light of the studies on modern tragedy developed by Raymond Williams and Peter Szondi, thus following the lead indicated by Antonio Monegal (2000) to try to understand what led the critical tradition to classify the piece as surrealist. In short, it’s about unraveling the tragic configuration of the piece in line with the theme of homosexuality, which structurally interferes with its textual construction.

Descrição

Palavras-chave

Federico García Lorca, Homossexualidade, Tragédia, Teatro moderno

Como citar