O lugar e o espaço, na constituição do ser kalunga

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2011-12-19

Autores

Jesus, Elivanete Alves de [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A presente pesquisa foi desenvolvida na comunidade Kalunga, remanescente de antigos quilombos que se formaram na região norte do Estado de Goiás, precisamente limitados pelos municípios de Cavalcante, Teresina e Monte Alegre de Goiás. Tal comunidade tem mais de 250 anos de existência, de vida autônoma e de contato com as culturas da sociedade nacional. Sua escolha se deu pelo fato de se tratar de uma comunidade que vive fora dos padrões sociais condicionantes daquilo que, até pouco tempo, era conhecido como único modelo de “civilização”. Fundamentada nas teorias na Etnomatemática, que estuda as várias maneiras de explicar e de entender os distintos contextos naturais e socioeconômicos, diferenciados no tempo e no espaço, teve como objetivo principal descrever e analisar os múltiplos lugares e espaços onde está inserida a sua cultura e que são fundantes para a constituição do ser daquele povo. Embora tenha lançado um olhar limitado e a partir de referenciais eurocêntricos, buscamos compreender as dinâmicas produções de conhecimentos que se manifestam nas ações diárias que, em grande medida se enraíza nas tradições e, consequentemente, nas relações místico-sagradas. Pudemos perceber, a partir das observações, que os espaços construídos, baseados nas crenças e fortalecidos nas ocasiões de encontros sagrados, se projetam para os modos/maneiras de ver o mundo e de se situarem dentro dele; e se projeta para o entendimento e organização de seus lugares, o que nos permitiu interpretar de forma transcultural e holística acerca do que os saberes/fazeres representam para a construção do ser Kalunga. Usando as técnicas de caráter etnográfico, procuramos analisar o desenvolvimento dessa organização, levando em consideração seus aspectos históricos, sociais e circunstanciais
This research was performed in Kalunga community, reminiscent of old quilombos that formed in the northern state of Goias, precisely limited by the municipalities of Cavalcante , Monte Alegre and Teresina de Goiás This community has more than 250 years of existence, of life autonomous and contact with the cultures of national society. His choice was the fact that it is a community that lives outside the social standards of what conditions, until recently, was known as the only model of civilization. Based on theories in Ethnomathematics, who studies the various ways to explain and understand the different natural and socio-economic contexts, different in time and space, aimed to describe and analyze the multiple spaces and places where it is located and that their culture are a foundation for the constitution of that people. Although he released a limited look and from Eurocentric references, we sought to understand the dynamics of knowledge production that are manifested in the daily actions that are largely rooted in the traditions and, consequently, in the mystical and sacred relationships. We could see, from observations, that the built environment, based on the beliefs and strengthened in times of sacred meetings, project into the ways of seeing the world and are situated within it, which projects to the understanding and organization their places, in order to interpret cross- culturally and holistically about the knowing / doing to represent the construction of Kalunga be. Using ethnographic techniques, we analyze the development of the organization, taking into account its historical, social and circumstantial

Descrição

Palavras-chave

Etnologia - Brasil, Etnomatematica, Percepção espacial, Ethnomathematics, Ethnology, Space perception

Como citar

JESUS, Elivanete Alves de. O lugar e o espaço, na constituição do ser kalunga. 2011. 208 f. Tese - (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Geociências e Ciências Exatas, 2011.