Avaliação da biocompatibilidade e citotoxicidade dos cimentos: Endo-CPM-Sealer, Sealapex e Ângelus MTA

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2008-12-19

Autores

Watanabe, Simone [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

A necessidade de melhorar a qualidade dos materiais utilizados no tratamento endodôntico tem estimulado o estudo de vários materiais, buscando melhores condições de trabalho, biocompatibilidade e propriedade de estimular a ocorrência do selamento biológico. Este trabalho teve a finalidade de avaliar quantitativamente e qualitativamente a resposta tecidual frente ao implante de tubos de polietileno preenchidos pelos cimentos Endo-CPM-Sealer®, Sealapex® e Ângelus MTA® em tecido subcutâneo de ratos e a citotoxicidade e a produção de citocinas (IL-1β e IL-6) por fibroblastos de camundongos estimulados por estes cimentos. Para os testes de biocompatibilidade foram utilizados 30 ratos, os quais receberam individualmente três implantes de tubos de polietileno contendo os cimentos a serem testados e mais um tubo vazio como controle. Após 7, 15, 30, 60 e 90 dias do período de implantação, os animais foram sacrificados e os tubos de polietileno juntamente com o tecido que o circunda foram removidos, fixados e processados para análise em microscopia de luz. Após inclusão em glicol metacrilato, foram realizados cortes seriados de 3mm, corados com hematoxilina-eosina e cortes de 10mm, corados com Von Kossa e sem coloração para serem analisados sob luz polarizada. Os resultados foram analisados estatisticamente pelo teste de Kruskal Wallis. Os materiais Endo-CPM-Sealer®, Sealapex® e Ângelus MTA® causaram reações moderada no tempo experimental de 7 dias que diminuiu com o tempo. A resposta foi similar entre os grupos Controle, Endo- CPM-Sealer® e Ângelus MTA® no tempo experimental de 30 dias. Aos 60 dias todos os grupos foram semelhantes ao Controle. Mineralizações e granulações birrefringentes à luz polarizada foram observadas com todos os materiais. Foi possível concluir que o Endo-CPM-Sealer® foi biocompatível e estimulou a mineralização. Para o teste...
The need of improving the quality of materials used in endodontic treatment has stimulated the study of various materials seeking better working conditions, biocompatibility and property to stimulate the occurrence of biological sealing. The aim of this study was to evaluate quantitatively and qualitatively the tissue response to the implantation of polyethylene tubes filled with Endo-CPM-Sealer®, Sealapex® and Ângelus MTA® in subcutaneous tissue of rats and cytotoxicity and production of cytokines (IL-1β and IL-6) by mouse fibroblasts stimulated by these sealers. Thirty rats were used for the biocompatibility tests. Each animal received three implants of polyethylene tubes containing the cement to be tested and one empty polyethylene tube was used as control. After 7, 15, 30, 60 and 90 days from the implantation time, the animals were killed and the tubes with surrounding tissues were removed, fixed and processed for analysis using a light microscope. After inclusion in glycol methacrylate, they were serially sectioned into 3 μm or 10 μm cuts and stained with hematoxylineosin, Von Kossa or remained without staining to be observed under polarized light. The results were statistically analyzed by Kruskal Wallis test. The materials Endo- CPM-Sealer®, Sealapex® and Ângelus MTA® caused moderate reactions at 7 days which decreased with time. The response was similar among the control group, Endo- CPM-Sealer® and Ângelus MTA® at the 30th day. At 60th day all groups were similar to control group. Mineralization and granulations birefringent to the polarized light were observed with all materials. It was possible to conclude that Endo-CPM-Sealer® was biocompatible and stimulated mineralization. To test the cytotoxicity of mouse fibroblast (L929) were incubated in plate of 24 wells and stimulated with the sealers tested. Cell culture... (Complete abstract click electronic access below)

Descrição

Palavras-chave

Cimentos dentarios, Materiais biomédicos, Endodontia, Citocinese, Teste imunoenzimático, Materiais biocompatíveis, Citocinas, ELISA, Dental cements, Biocompatible materials, Endodontics, Cytokines, Enzyme-linked immunosorbent assay

Como citar

WATANABE, Simone. Avaliação da biocompatibilidade e citotoxicidade dos cimentos: Endo-CPM-Sealer, Sealapex e Ângelus MTA. 2008. 104 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, 2008.