Caracterização da acessibilidade em espaços públicos: a ergonomia e o desenho universal contribuindo para a mobilidade de pessoas portadoras de necessidades especiais : estudo de casos

dc.contributor.advisorPorto, Luiz Gonzaga Campos [UNESP]
dc.contributor.authorFregolente, Rosana [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-06-11T19:24:10Z
dc.date.available2014-06-11T19:24:10Z
dc.date.issued2008-02-22
dc.description.abstractA falta de rebaixamento de calçadas para travessia de pedestres portadores de cadeira de rodas, o péssimo estado de conservação dos passeios públicos, a carência de rampas de acesso, os obstáculos existentes nas calçadas e o desconhecimento das normas técnicas que garantem o direito de mobilidade fazem com que as pessoas portadoras de deficiências físicas ou as que momentaneamente estão incapacitadas de se locomover, fiquem restritas a um ambiente único, sem garantia do direito de ir e vir de qualquer cidadão. As cidades devem oferecer formas adequadas para que cada cidadão, sem exclusão, tenha a possibilidade de executar suas tarefas com segurança e autonomia, favorecendo e não dificultando o acesso aos seus espaços. As calçadas devem exercer sua função de circulação com conforto e segurança, ao limitar ou excluir determinados usuários destes espaços, está se descumprindo parte da função social da cidade, o direito de locomoção. Existem no mundo 600 milhões de pessoas com algum tipo de limitação de mobilidade, das quais 25 milhões estão no Brasil. Esta pesquisa teve como objetivo analisar, em espaços públicos urbano, as condições de acessibilidade em seus espaços físicos, identificando as principais dificuldades referentes à situação das pessoas portadoras de deficiência física enquanto transeuntes e diagnosticar, caso tenha ocorrido alguma melhoria no ambiente, se a mesma acompanhou o que estabelece a NBR - Norma Regulamentadora Brasileira - 9050, de 31 de maio de 2004, Acessibilidade a edificações, mobiliário, espaços e equipamentos urbanos. Para tanto, o objeto deste trabalho foram as vias públicas para circulação de pedestres do Centro da Cidade de Bauru e Campus da UNESP, tendo como usuário um cadeirante. Os resultados obtidos comprovaram a existência de barreiras no trajeto percorrido que limitaram ou impediram o...pt
dc.description.abstractThe lack of lower sidewalk ways for wheelchair users, as well as their bad conservation, the lack of access ramps, sidewalks that are not clear, and the unawareness of techical rules that guarantee the right of movement make it difficult for the handicapped and for those that are momentarily incapable of walking to move around, restricting them to very few places and taking away their right to come and go. Cities must offer appropriate ways so that any citizen, without exception, may have the possibility of performing their tasks with safety and autonomy, favoring the access to any place they go. The sidewalks must meet their function of facilitating people's movements with comfort and safety, if they limit or exclude any user, therefore they are not serving their social function in the city, that is, allowing for the right to come and go. There are 600 million people in the world with some kind of movement restriction, out of them, 25 million are in Brazil. The adequate accessibility and the preoccupation with universal design sidewalks must promote the social integration of the disabled. The objective of this research is to analyze, the condition of accessibility in urban public spaces by considering physical spaces, to identify the main difficulties to the situation of disabled people as pedestrians and to find any improvement already made in these spaces. In that case, verify if the NBR -Brazilian Standard Rules - 9050, of may 31, 2004 was followed, Acessibility to buildings, furnishings, spaces and urban equipment. For that, the object of this study was the sidewalk ways downtown the city of Bauru and the ones at UNESP University - Paulisty State University, by means of a wheel chair user. The results obtained proved the existence of barriers in the course distance that limited or obstruced the access, the liberty... (Complete abstract, click electronic access below)en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extentxv, 112 f. : il. + anexo
dc.identifier.aleph000577546
dc.identifier.capes33004056082P0
dc.identifier.citationFREGOLENTE, Rosana. Caracterização da acessibilidade em espaços públicos: a ergonomia e o desenho universal contribuindo para a mobilidade de pessoas portadoras de necessidades especiais : estudo de casos. 2008. xv, 112 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Arquitetura, Artes e Comunicação, 2008.
dc.identifier.filefregolente_r_me_bauru.pdf
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/89760
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectErgonomiapt
dc.subjectPlanejamento urbanopt
dc.subjectEdifícios públicos com acesso livre aos deficientespt
dc.subjectDesenho universalpt
dc.subjectAcessibilityen
dc.subjectErgonomicsen
dc.subjectUniversal designen
dc.titleCaracterização da acessibilidade em espaços públicos: a ergonomia e o desenho universal contribuindo para a mobilidade de pessoas portadoras de necessidades especiais : estudo de casospt
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Faculdade de Arquitetura, Artes, Comunicação e Design, Baurupt
unesp.graduateProgramDesign - FAACpt
unesp.knowledgeAreaDesenho industrialpt
unesp.researchAreaErgonomiapt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
fregolente_r_me_bauru.pdf
Tamanho:
1.74 MB
Formato:
Adobe Portable Document Format