As estratégias de representação ficcional das contingências humanas em contos de Raymond Carver

dc.contributor.advisorFernandes, Giséle Manganelli [UNESP]
dc.contributor.authorSobreira, Ricardo da Silva [UNESP]
dc.contributor.institutionUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.date.accessioned2014-06-11T19:29:49Z
dc.date.available2014-06-11T19:29:49Z
dc.date.issued2005-02-16
dc.description.abstractO escritor norte-americano Raymond Carver (1938-1988) é considerado uma das principais vozes responsáveis pelo boom do conto na década de 1980 nos Estados Unidos e pelo desenvolvimento de técnicas narrativas do minimalismo literário. Suas histórias condensadas, desprovidas de ornamentação e caracterizadas por uma sintaxe despojada, paratática colaboram para a composição de um retrato límpido do cotidiano de suas personagens, que, em geral, representam os trabalhadores menos favorecidas das classes operárias. A presente dissertação estuda a maneira pela qual os textos de Carver criticam o mito do Sonho Americano e, a partir da publicação do volume Cathedral (1983), como a ficção do autor sofre uma transformação de estilo, culminando com os jogos pós-modernos da indeterminação na fase final de sua carreira.pt
dc.description.abstractThe American writer Raymond Carver (1938-1988) is regarded as one of the major voices responsible for the short story boom in the 1980s in the United States of America as well as for the development of narrative techniques of literary Minimalism. Carver s condensed, unadorned stories, which are also characterized by a paratactic, and not complex syntax, contributes to the composition of a limpid portrayal of everyday life experienced by his characters that generally represent the poorest people of working class. The present thesis analyses the way Carver s texts criticize the myth of the American Dream and, after the publication of the volume Cathedral (1983), how his fiction undergoes a change of style, culminating with the post-modern games of indeterminacy in the last phase of his career.en
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
dc.format.extent191 f.
dc.identifier.aleph000289363
dc.identifier.capes33004153015P2
dc.identifier.citationSOBREIRA, Ricardo da Silva. As estratégias de representação ficcional das contingências humanas em contos de Raymond Carver. 2005. 191 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas, 2005.
dc.identifier.filesobreira_rs_me_sjrp.pdf
dc.identifier.lattes8253780888713594
dc.identifier.urihttp://hdl.handle.net/11449/99102
dc.language.isopor
dc.publisherUniversidade Estadual Paulista (Unesp)
dc.rights.accessRightsAcesso aberto
dc.sourceAleph
dc.subjectCarver, Raymond - Crítica e interpretaçãopt
dc.subjectLiteratura americana - História e crítica - Teoria, etcpt
dc.subjectContos americanos - História e crítica - Teoria, etcpt
dc.subjectMinimalismopt
dc.subjectTeoria literáriapt
dc.subjectContemporary american literatureen
dc.subjectShort storyen
dc.subjectMinimalismen
dc.subjectAmerican dreamen
dc.subjectIndeterminacyen
dc.titleAs estratégias de representação ficcional das contingências humanas em contos de Raymond Carverpt
dc.typeDissertação de mestrado
unesp.author.lattes8253780888713594
unesp.campusUniversidade Estadual Paulista (Unesp), Instituto de Biociências Letras e Ciências Exatas, São José do Rio Pretopt
unesp.graduateProgramLetras - IBILCEpt
unesp.knowledgeAreaTeoria da literaturapt

Arquivos

Pacote Original
Agora exibindo 1 - 1 de 1
Carregando...
Imagem de Miniatura
Nome:
sobreira_rs_me_sjrp.pdf
Tamanho:
1014.29 KB
Formato:
Adobe Portable Document Format