Releituras da história franquista nos romances Galíndez e Autobiografía del general Franco de Manuel Vázquez Montalbán

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2010-07-28

Autores

Fiuza, Adriana Aparecida de Figueiredo [UNESP]

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

Este estudo propõe-se a investigar, em uma perspectiva comparatista, como ocorre a releitura da história e a retomada da memória esquecida da Espanha franquista, por meio do discurso da ficção. Tendo como corpus os romances Galíndez (1990) e Autobiografía del general Franco (1992) do escritor Manuel Vázquez Montalbán, a pesquisa enfatiza o estudo da metaficção historiográfica e o papel de relevância destas obras, como modelo estético para outras narrativas que surgiriam, posteriormente, no campo da literatura espanhola e que também abordariam a temática da Guerra Civil e do franquismo. A tese indaga sobre como estas narrativas históricas se inserem no contexto de uma estética da Pós-Modernidade, sem, no entanto, deixar que a relativização da história amenize os horrores da violência, da repressão e do abuso de poder presentes nas ditaduras trujillista e franquista. Portanto, apesar destas narrativas de Manuel Vázquez Montalbán se construírem com os recursos estéticos característicos da metaficção historiográfica, como a metaficção, a paródia, o pastiche, a ironia, as relações intertextuais e a autorreflexividade, não abandonam o caráter de reivindicação por uma estética da ética e de uma história não oficial das ditaduras
This study investigates, in a comparative perspective, the process of rereading history and reviving the forgotten memory of Francoist Spain by the fictional discourse. Based on the novels Galíndez (1990) and Autobiografía del general Franco (1992) by Manuel Vázquez Montalbán, this research highlights the study of the historiographic metafiction and the role played by these works as aesthetic models for other narratives which would later arise in the Spanish literature, and which would also address the subject of the Spanish Civil War and the Francoism. This study investigates how these historical narratives arise in the context of an aesthetics of Postmodernity, without, however, letting the relativization of history fade the horrors of violence, repression and abuse of power seen in Trujillo‟s and Franco‟s dictatorial governments. Therefore, although these narratives by Manuel Vázquez Montalbán incorporate the typical aesthetic resources of historiographic metafiction, such as metafiction, parody, pastiche, irony, intertextuality and self-reflexivity, they do not abandon the characteristic of claiming for an aesthetics of ethics and an unofficial history of the dictatorships

Descrição

Palavras-chave

Literatura espanhola, Guerra civil, Franquismo, Contemporary Spanish literature, Manuel Vázquez Montalbán (1939-2003) eng, Historiographic metafiction, Memories of the Spanish Civil War, Memories of Francoism

Como citar

FIUZA, Adriana Aparecida de Figueiredo. Releituras da história franquista nos romances Galíndez e Autobiografía del general Franco de Manuel Vázquez Montalbán. 2010. 211 f. Tese (doutorado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Ciências e Letras de Assis, 2010.