A implantação da proposta curricular de matemática da década de 1980 na cidade de Bauru (SP): discussões, resistências e mudanças

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2014

Orientador

Coorientador

Pós-graduação

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)
Pró-Reitoria de Graduação (PROGRAD UNESP)

Tipo

Trabalho apresentado em evento

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

O presente trabalho é um recorte de pesquisa de mestrado que tem como objetivo compreender quais foram os enfrentamentos do professor de matemática diante da implantação da Proposta Curricular de Matemática do Estado de São Paulo na década de 1980. Para responder ao objetivo proposto, a metodologia utilizada será a História Oral, lançando mão de depoimentos de professores de Matemática paulistas (das séries iniciais do Ensino Fundamental ao Ensino Médio) e também de Assistentes de Apoio Pedagógico (AAP’s) que eram responsáveis, no interior das Delegacias de Ensino (atuais Diretorias de Ensino), por formar os professores para as novas propostas por meio de cursos. Em ambos os casos, o período de atuação dos depoentes centra-se, em geral, na década de 1980. Na busca por operacionalizar tal projeto, decidimos pela cidade de Bauru como foco de trabalho. Bauru, na época, era denominada Divisão Regional de Ensino, centralizando as ações das Delegacias de Ensino da região. Suas ações possuíam, portanto, forte influência nas cidades da região. O artigo proposto, assim, é um recorte no qual buscamos focar o processo de implantação da Proposta Curricular de Matemática da década de 1980 na cidade de Bauru (SP). Políticas educacionais. Currículos de Matemática. Formação de professores.

Descrição

Palavras-chave

Idioma

Português

Como citar

CONGRESSO NACIONAL DE FORMAÇÃO DE PROFESSORES, 2.; CONGRESSO ESTADUAL PAULISTA SOBRE FORMAÇÃO DE EDUCADORES, 12., 2011, Águas de Lindóia. Anais 2. Congresso Nacional de Professores 12. Congresso Estadual sobre Formação de Educadores... São Paulo: UNESP; PROGRAD, 2014. p. 7569-7581

Itens relacionados