Atividade de derivados benzofuroxânicos na expressão da enzima triparedoxina peroxidase mitocondrial de formas epimastigotas de Trypanosoma cruzi

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2017-12-06

Orientador

Cicarelli, Regina Maria Barretto

Coorientador

Pós-graduação

Biociências e Biotecnologia Aplicadas à Farmácia - FCFAR

Curso de graduação

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Tipo

Tese de doutorado

Direito de acesso

Acesso abertoAcesso Aberto

Resumo

A doença de Chagas ou tripanossomíase americana é endêmica nas Américas, porém outros modos de transmissão dispersaram a enfermidade às regiões onde não ocorre o vetor triatomíneo hematófago. No momento há apenas dois fármacos para o tratamento da doença, benzonidazol e nifurtimox, porém nifurtimox não é mais utilizado no Brasil. Ambos os medicamentos tem ações limitadas, dependem da fase da doença e apresentam efeitos adversos severos, além dos mecanismos de ação não serem totalmente conhecidos. Estudos relacionam a resistência ao benzonidazol com o aumento na produção de triparedoxina peroxidase mitocondrial (mTcTXNPx) que minimiza os efeitos tóxicos de espécies reativas de oxigênio, apresenta atividade peroxidase e peróxinitrito redutase. Derivados benzofuroxânicos, por conter estrutura heterociclo N-óxido relacionada com a oxidação de biomoléculas, tem apresentado atividade anti Leishmania e tumoral, bacteriostática e fungistática. No presente estudo, derivados benzofuroxânicos (N-óxido-benzo[1,2-c]1,2,5-oxadiazol), inéditos isósteros de nitrofural, foram avaliados a partir de ensaios citotóxicos in vitro, na forma epimastigota da cepa Y de T. cruzi. Os derivados benzofuroxânicos foram tóxicos para T. cruzi, IC50 menor em relação ao benzonidazol, mas não foram tóxicos para células de mamíferos HepG2, o que indica serem promissoras moléculas tripanossomicidas. Também foram detectados o monômero de mTcTXNPx de 25,5 kDa e o dímero de aproximadamente 58 kDa em condições redutoras mantidas por 2-mercaptoetanol. Apesar de não ter ocorrido aumento na expressão de mTcTXNPx de 25,5 kDa, a partir dos extratos totais protéicos purificados de T. cruzi tratado com BZTS, verificou-se a presença do dímero de aproximadamente 58 kDa, sugerindo expressão da proteína.

Descrição

Idioma

Português

Como citar