Uma investigação antropológica na terceira idade: concepções sobre a hipertensão arterial

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

1998-07-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz

Resumo

Essa pesquisa teve por objetivos: a) identificar as concepções da população idosa do município de Araraquara, SP, quanto à etiologia da hipertensão arterial e a relevância dos diferentes sinais e sintomas que acompanham a doença; b) identificar as concepções dos idosos relativas à relevância e à utilização das diferentes categorias de tratamento para HA. Foram realizadas entrevistas estruturadas com 29 indivíduos, a maioria com 60 anos ou mais, em tratamento de hipertensão em ambulatório de gerontologia da Prefeitura do Município de Araraquara, em agosto de 1996. Os pacientes encontram-se bem informados pela equipe de saúde sobre os problemas relacionados à hipertensão arterial. Concepções de etiologia tipicamente populares também apareceram, tratando-se de aspectos que devem ser considerados quando da realização de ações de educação em saúde. O atendimento por uma equipe multidisciplinar é valorizado pelos idosos, e a reclamação mais freqüente refere-se à falta dos medicamentos prescritos para entrega gratuita no ambulatório. Para melhorar a comunicação entre equipe de saúde e pacientes é importante a inclusão de profissionais do campo das ciências humanas nas equipes gerontológicas.
Anthropology and sociology are joining epidemiology, clinical investigation, and pathophysiology in studies on the aging process of the Brazilian population. The objectives of the present study were: a) to identify the concepts of the elderly population of the municipality of Araraquara, São Paulo, Brazil, towards the etiology of arterial hypertension (AH) and the relevance of the different signs and symptoms that accompany the disease; b) to improve elderly people's concepts towards the relevance and utilization of different treatment categories for AH. Structured interviews were conducted with 29 individuals, the majority aged 60 years or over, who were being treated for hypertension at the Araraquara municipal gerontology outpatient clinic in August 1996. Patients were properly informed by the health team about problems related to AH, as clearly perceived in the discourse of the elderly. Folkloric concepts pertaining to etiology also appeared in the interviews and should be taken into consideration in the implementation of health education activities. Care provided by an interdisciplinary team was valued by the elderly. The most frequent complaint was the lack of free distribution of prescription medication for AH at the clinic.

Descrição

Palavras-chave

Hipertensão, Antropologia, Saúde do Idoso, Hypertension, Anthropology, Aging Health

Como citar

Cadernos de Saúde Pública. Escola Nacional de Saúde Pública Sergio Arouca, Fundação Oswaldo Cruz, v. 14, n. 3, p. 617-621, 1998.