Efeito da variação do pH em modelo de ciclagem nas propriedades de materiais restauradores

Carregando...
Imagem de Miniatura

Data

2004

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Universidade Estadual Paulista (Unesp)

Resumo

O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito da variação do pH da solução desmineralizante em modelo de ciclagem de pH na dureza de superfície, liberação de flúor e característica de superfície dos materiais restauradores: Ketac-Fil Plus, Vitremer, Fuji II LC, Freedom e Fluorofil. Foram confeccionados, para cada material, 34 corpos-de-prova que tiveram a dureza de superfície inicial (DSI) determinada após a confecção. A seguir, foram divididos em 5 grupos (n=30) de acordo com a variação de pH (4,3; 4,6; 5,0; 5,5 e 6,2) da solução desmineralizante e submetidos a períodos cíclicos em solução desmineralizante (Des-6 horas) e remineralizante (Re-18 horas) por 15 dias. Decorrido este período, verificou-se a dureza de superfície final (DSF) e a característica de superfície (n=24). As soluções armazenadas diariamente foram utilizadas para a determinação da concentração de flúor (Des+Re). As variáveis DSI, DSF e alteração de dureza de superfície (% ADS) foram submetidas à análise de variância e a liberação de flúor ao teste de Kruskal-Wallis (p<0,05). A variação do pH proporcionou relação direta quando se comparou a dureza e inversa para a liberação de flúor nos cimentos de ionômero de vidro. Para as resinas compostas modificadas por poliácidos foi verificada relação inversa para a liberação de flúor, não havendo correlação na dureza. A característica de superfície foi influenciada pela variação do pH, ficando mais evidente nos menores pHs, exceto para as resinas compostas modificadas por poliácidos. Baseados nos resultados, concluiu-se que a variação do pH da solução desmineralizante do modelo de ciclagem influenciou a liberação de flúor dos materiais testados. Essa variação alterou a dureza e a característica de superfície dos cimentos de ionômero de vidro, mas não das resinas compostas modificadas por poliácidos.
The aim of this study was to evaluate the effect of pH of the demineralizing solution in a cycling model on surface hardness, fluoride release and surface aspects of restorative materials (Ketac-Fil Plus, Vitremer, Fuji II LC, Freedom and Fluorofil). Thirty-four specimens of each material were made and surface hardness was measured. Then, the specimens were randomized in five groups (n=30), according to pH (4.3; 4.6; 5.0; 5.5; and 6.2) of the demineralizing solution and submitted to a cycling model during 15 days. The specimens remained in the demineralizing solution for 6 hours and in the remineralizing solution for 18 hours. After that, surface hardness was measured again and surface aspects were observed (n=24). Fluoride concentration was determined daily in all solutions (De+Re). Data from SMH (before and after pH-cycling) and %SMHC were analyzed by analysis of variance (p<0.05); Kruskal-Wallis test was carried out for the results of fluoride release. For glass ionomer cements, the variation of pH led to a direct relationship when hardness was compared and to an inverse relationship with regards to fluoride release. For polyacid-modified resin composites, an inverse relationship was found regarding fluoride release; no correlation was observed with regards to hardness. Surface aspect was influenced by pH variation: an acidic pH led to a greater alteration, except for polyacid-modified resin composites. It was possible to conclude that pH of the demineralizing solution did influence fluoride release from the tested materials. The pH variation altered hardness and surface aspects of glass ionomer cements, but it did not influence polyacid-modified resin composites in those analysis.

Descrição

Palavras-chave

Fluor, Microscopia eletronica, Materiais dentários, Ciclagem de pH, Hardness, Fluoride, Electron microscope, Dental material, pH-cycling

Como citar

SILVA, Kélio Garcia. Efeito da variação do pH em modelo de ciclagem nas propriedades de materiais restauradores. 2004. 77 f. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual Paulista, Faculdade de Odontologia de Araçatuba, 2004.