INCLUSÃO E MEDICALIZAÇÃO DA APRENDIZAGEM

Nenhuma Miniatura disponível

Data

2016-08-01

Título da Revista

ISSN da Revista

Título de Volume

Editor

Resumo

Numa abordagem constitutiva da linguagem, as dificuldades relativas aos aspectos notacionais são interpretadas como inerentes ao processo formal de apropriação da escrita. Portanto, não são consideradas como manifestações distúrbios de aprendizagem. Tal abordagem pressupõe, que o professor deve compreender a sua atuação com a escrita de modo mais cuidadoso, a fim de não patologizar tais aspectos e contribuir para a evasão escolar. Essa pesquisa objetiva apresentar resultados parciais da investigação sobre o modo como 90 professores, de 2° e 3° anos do Ciclo I, que lecionam em escolas municipais do Ensino Fundamental, compreendem as dificuldades de aprendizagem e as ações que adotam frente a alunos por eles considerados como os que apresentam tais dificuldades. A coleta de dados se deu por meio de entrevista individual. A análise dos dados foi subsidiada pelas abordagens qualitativa, por meio da eleição de eixos temáticos, e quantitativa, nas situações em que se fez pertinente.

Descrição

Palavras-chave

Como citar

Journal of Research in Special Educational Needs, v. 16, p. 625-629.

Coleções